A cultura americana é bastante conhecida pelos brasileiros, já que crescemos em contato com ela, seja por meio de filmes, séries ou mesmo alguns artistas que admiramos. Mas existem algumas curiosidades sobre os Estados Unidos que, pelo menos eu, só descobri depois que viajei para lá.

Eu acredito que todo mundo deveria saber dessas informações antes de fazer uma viagem para os EUA, já que algumas delas podem evitar que você tenha algum problema com a lei, e outras são bem práticas e podem facilitar sua vida enquanto estiver lá. Por isso, resolvi compartilhar algumas dessas curiosidades com vocês, as que considero mais importantes. Veja só

9 curiosidades sobre os Estados Unidos

1. O imposto é cobrado no caixa

Uma das principais curiosidades sobre os Estados Unidos, que causa muita estranheza nos brasileiros, é o fato dos impostos serem cobrados separadamente. Aqui no Brasil nós estamos acostumados a ver o preço total dos produtos quando vamos comprar, seja na etiqueta, no cardápio ou na prateleira. Se está dizendo que um produto custa R$10, significa que você vai pagar R$10 no caixa.

Nos Estados Unidos isso funciona de uma forma diferente. O valor que você vê na etiqueta é referente apenas ao produto, e o imposto será acrescentado na hora de finalizar a compra no caixa. Ou seja, se está dizendo que um produto custa U$10, significa que ele custa 10 dólares + o imposto.

O valor do imposto é diferente em cada estado, e varia entre 6 e 9%. Então, não estranhe se o caixa te cobrar um valor maior do que o que estava sendo mostrado, e nunca vá com o dinheiro contadinho para comprar as coisas.

curiosidades sobre os estados unidos
“Tax” é o valor do imposto que vem cobrado separadamente. “Gratuity” é a gorjeta que já vem cobrada no fechamento da conta e é o que vamos falar no próximo tópico.

2. É mau educado não dar gorjeta

As tips são muito comuns nos Estados Unidos e é até um pouco feio se recusar a oferecer essa “recompensa” a quem lhe prestou um bom serviço. Se você não der a gorjeta, a pessoa vai se sentir ofendida e acreditar que você não gostou do trabalho dela.

Outro motivo pelo qual as gorjetas são tão importantes é pelo fato de que os profissionais que estão aptos a recebê-las, recebem um salário muito abaixo do que é considerado salário mínimo nos EUA. Ou seja, a gorjeta é  fundamental para complementar a renda dessas pessoas.

Mas para quais profissionais eu devo dar gorjeta? Garçons, camareiros, carregadores de mala, motoristas, entre outros.

O valor varia muito, mas não há nada definido e você pode escolher quanto prefere oferecer. Para garçons o mais comum é oferecer entre 15 e 20% do valor da conta. Em alguns casos já vem na nota fiscal um valor sugerido chamado “gratuity”.

Para camareiros e outros profissionais que trabalham no hotel, como os manobristas e quem faz o serviço de quarto, recomenda-se entre 1 e 2 dólares por dia (ou por mala, no caso dos carregadores).

Não há um valor definido, mas é certo de que você não deve se recusar a dar gorjeta, ok?

3. Os serviços de saúde são caríssimos

Os serviços de saúde nos Estados Unidos custam MUITO caro, e nem mesmo os americanos conseguem pagar por eles em situações mais graves. E não, não existe saúde pública no país.

No post sobre seguro viagem para os EUA eu contei um pouco sobre os valores e tudo mais, porque sei que muita gente nem faz ideia disso. E por mais que a gente espere que não vai se machucar ou passar mal durante uma viagem para os EUA ou para qualquer lugar do mundo, é importante sair do Brasil com o máximo de informações.

A dica é realmente contratar um seguro viagem, que custa muito pouco em comparação ao que você gastaria com hospitais caso alguma coisa aconteça.

4. Tudo é enorme

curiosidades sobre os estados unidos
Esse é o tamanho “normal” de um copo de café nos Estados Unidos. (E meu nome sendo escrito errado como sempre kkk)

Nunca vi um país tão exagerado com o tamanho das coisas. Não me esqueço do dia que levei minha vó ao Starbucks e ela disse que queria um café pequeno, e quando ela viu o tamanho do copo cheio de café quase caiu pra trás (acho que era maior do que o copo americano que é comum no Brasil). Se você pedir uma bebida média, o copo vai ser provavelmente maior que sua cabeça.

Em relação a bebidas, alguns locais oferecem free refil, ou seja, você pode encher o copo quantas vezes quiser. Faz mais sentido pegar o copo pequeno (que é mais barato) e repetir se achar necessário, né?

E não são só as bebidas que são enormes. Dê uma volta no Walmart ou em outro mercado e você vai entender o que estou falando!

5. Você pode devolver qualquer coisa que comprou

Aqui no Brasil, se a gente compra uma coisa que não serve ou que veio com defeito, geralmente é uma burocracia muito chata para trocar, né? Nos Estados Unidos isso é muito fácil! Você tem direito a devolver qualquer coisa que comprou e não gostou, ou não te serviu, ou você viu que comprou errado… O procedimento é muito simples e ninguém vai te questionar nada!

Eu me lembro de duas compras que devolvi. Uma foi um livro que eu queria muito, mas quando cheguei em casa e abri a embalagem vi que tinha comprado uma versão diferente. No dia seguinte fui à livraria, falei que queria devolver e eles só perguntaram se eu queria meu dinheiro de volta ou um vale compras na loja. Peguei o vale compras e o usei para pagar o livro certo.

Outra vez devolvi uma blusa que comprei sem experimentar na Forever 21 e foi tão simples quanto! Se quiser trocar, você pode pegar o produto certo e ir direto para o caixa, aí lá mesmo você devolve o errado e eles já descontam o valor na hora de cobrar a sua compra. Mas para qualquer troca é preciso apresentar o cupom fiscal, ok?

6. Compras online nos EUA

As compras online funcionam perfeitamente bem nos Estados Unidos! Eu comprava muito na Amazon e tudo chegava muito rapidinho, em no máximo 3 dias.

Só tem um detalhe, se você estiver em um hotel e quiser entregar as encomendas lá, é preciso verificar se eles aceitam e se cobram alguma taxa por isso. Alguns recebem de graça e outros cobram de acordo com o tamanho do pacote.

Se você estiver em um local residencial, eles provavelmente vão deixar sua encomenda na porta. Algumas vezes eles tocam a campainha só para “avisar” que chegou alguma coisa, e outras vezes nem isso fazem. Geralmente é bem seguro e eu nunca tive problemas de furto nem nada do tipo — mas, claro, nada é garantido!

7. As leis variam  de estado para estado

Lá em cima eu falei que o valor dos impostos varia de lugar para lugar, e isso acontece porque a maioria das leis americanas são definidas por cada estado. Óbvio que existem leis federais, que valem para o país inteiro — e existem também leis municipais, que são definidas pelas cidades —, mas grande parte delas são de responsabilidade dos estados.

Então se alguma coisa é permitida ou proibida na Flórida, por exemplo, pode ser que em Nova York seja diferente. Por isso é importante dar uma pesquisada sobre o assunto caso você vá para mais de um destino no país. Isso vale para o preço dos impostos, leis de trânsito e outras.

8. Cuidado com as bebidas alcoólicas

Essa também é uma das curiosidades dos Estados Unidos que muita gente acha estranho e que pode causar um problemão para quem não sabe dessa informação, já que é algo tão comum no Brasil.

Existem duas coisas muito importantes que todo mundo que vai fazer uma viagem para os EUA precisa saber sobre bebidas alcoólicas. Primeiro é que apenas pessoas maiores de 21 anos podem consumir esse tipo de bebida no país. E é muito sério, viu? Se seu aniversário de 21 anos for amanhã e você for pego bebendo hoje, terá que arcar com as consequências — não existe “jeitinho brasileiro”. Não interessa se você já é maior de idade no seu país, essa lei vale para qualquer pessoa!

Outra coisa muito importante é que mesmo os maiores de 21 anos não podem beber “em público”. Na verdade, você não pode mostrar que está consumindo álcool em locais públicos, como na rua ou na praia, por exemplo. Está na praia e quer tomar uma cerveja? Coloque a bebida em um copo e jogue fora a embalagem, ou cubra a embalagem com um saco de papel ou algo do tipo.

9. Os americanos são mais “frios”

É óbvio que isso varia de pessoa para pessoa, mas, no geral, os americanos são mais frios que os brasileiros. Eu conheci vários americanos incríveis e super divertidos, educados e amigáveis, mas eles não gostam de tanto contato físico como nós estamos acostumados no Brasil.

Sabe quando você conhece ou encontra uma pessoa e vai cumprimentá-la com um abraço e um beijo no rosto? Não faça isso com um americano, a não ser que você tenha muita intimidade com ele.

Essas são as principais curiosidades sobre os Estados Unidos que consigo me lembrar agora. Caso eu lembre de mais alguma coisa, vou atualizando o post. E também quero saber de você: conhece alguma curiosidade sobre o país? Se sim, deixe um comentário e compartilhe conosco =)


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

9 Comentários

  1. Gabriela Torrezani Responder

    A coisa do imposto ser cobrado no caixa e das gorjetas me surpreendeu da primeira vez que fui (há muuuuito tempo, rs) e é importante para planejar os gastos. Adorei as curiosidades sobre os Estados Unidos! 🙂

    • Débora Resende Responder

      Eu custei a me acostumar com a questão do imposto, rs. Via o preço no painel dos Fast Foods e chegava no caixa com o dinheiro contadinho hahaha

  2. Eu senti muito quando fui pela primeira vez em relação à gorjeta mesmo. O valor de final de uma conta no restaurante aumenta consideravelmente principalmente porque é bem maior que o nosso aqui no Brasil !Dicas importantíssimas para quem está com viagem marcada para os Eua pela primeira vez. Valeuuuuuu.

    • Débora Resende Responder

      Já não basta o cardápio ser todo em dólares, ainda acrescenta taxas e gorjeta e aperta pra gente, né? rs Brincadeiras a parte, o importante é já ir preparado pra não assustar muito quando chegar a conta rs

  3. Adorei as curiosidades sobre os Estados unidos. A gente acaba criando uma imagem muito diferente do país, até de fato visitá-lo e ver como é.

    • Débora Resende Responder

      É mesmo! Criamos uma imagem vendo filmes, né? Mas não paramos pra pensar como os filmes são estereotipados, rs

  4. Renata Rocha Inforzato Responder

    Essa do imposto é complicado, porque não dá pra prever certinho quanto vai gastar… Algumas coisas que vc colocou me identifiquei aqui com a França, inclusive essa da encomenda. Mas já tive a minha roubada e agora peço pra deixar nos correios e vou buscar

    • Débora Resende Responder

      Poxa, muito chato isso de não poder confiar em deixar as coisas na porta, né? Aqui no Brasil a gente nem sonha com isso, mas seria bem mais prático!

  5. Angela C S Anna Responder

    mano eu acho muito bizarro os impostos separados pq a gente se engana no preço e ai vem muito mais na conta hauehau acho moh sacanagem!

Escreva um comentário