Nova York é uma cidade incrível, o sonho de consumo de muita gente, mas tem um grande defeito: os preços! Hospedagem, comida e atrações já são caras para quem recebe em dólar, imagina pra gente que tem que converter nossos reais e ainda pagar tantas taxas de banco, cartão e tudo mais? Mas eu sempre pesquisei muito sobre como economizar em Nova York, já que essa é minha cidade favorita no mundo e eu precisava fazer com que uma viagem para lá coubesse no meu bolso, né?

Eu já escrevi um post sobre quanto custa viajar para Nova York, e lá você pode ter uma ideia de quanto custaria uma viagem mais econômica para a cidade.

Como eu sempre digo, os custos finais de uma viagem variam muito de acordo com as escolhas feitas por cada pessoa. Você pode escolher se hospedar em um hotel de 50 dólares a noite, ou em um de 500 dólares. Você pode escolher entre andar de táxi para cima e para baixo ou caminhar e andar de metrô. Tudo depende de quanto você tem e de quanto você quer gastar.

Quer aprender como economizar em Nova York? Então aproveite as dicas a seguir:

Como economizar em Nova York: Hospedagem

new york city pass

De todas as cidades que já visitei, acho que Nova York foi onde paguei mais caro por hospedagem. Apesar de haver uma oferta muito grande de hotéis, não existe opção barata na cidade. Não importa se o quarto é pequeno, se não tem café da manhã ou nenhuma outra comodidade — você vai precisar investir se quiser ter uma cama macia e um chuveiro quentinho.

Mas sua hospedagem pode ser mais cara ou menos cara, e para economizar eu tenho duas dicas principais:

Se hospedar fora de Manhattan

Muita gente acha que Nova York se resume a Manhattan, mas isso não é verdade. É claro que se hospedar ali tem suas vantagens, mas paga-se mais caro por isso.

Brooklyn, Bronx, Queens e Astoria são regiões da cidade que também oferecem ótimas opções de hospedagem. E como o transporte público de NY é excelente, em qualquer lugar que se hospedar você consegue chegar rapidinho à ilha de Manhattan. Muita gente prefere se hospedar no Brooklyn, que é uma região bem próxima da ilha e também é turística.

Caso você faça questão de se hospedar em Manhattan, a dica é se afastar um pouco da região da Times Square. Eu me hospedei no bairro Chelsea e curti bastante. Já tem um post aqui no blog onde eu falo sobre as melhores opções de hotéis em hotéis em Nova York, melhores localizações e mais dicas para economizar!

Dividir o quarto com mais pessoas

Outra dica muito válida para economizar em Nova York é dividir o quarto com mais pessoas, caso esteja viajando em grupos. Por exemplo, eu estava em um grupo de 4 pessoas e minha ideia inicial era pegar 2 quartos duplos, para termos mais privacidade, menos gente disputando o banheiro e tudo mais.

Porém, quando fui olhar os preços, percebi que o quarto duplo e o quarto quádruplo estavam praticamente o mesmo preço. Ou seja, se fôssemos dividir entre 2 pessoas cada uma pagaria quase o dobro do que pagamos para dividir entre 4. Então, por mais que o espaço tenha ficado menor e o banheiro mais disputado, valeu muito a pena pela economia.

  • Outra dica muito importante para economizar em Nova York é contratando um seguro viagem! Os serviços de saúde nos Estados Unidos são caríssimos, e o seguro vai garantir que você não precise desembolsar milhares de dólares caso haja um imprevisto. Leia mais sobre isso no nosso post sobre seguro viagem para os EUA!

Como economizar em Nova York: Alimentação

Alimentação também é um item que pode pegar boa parte do orçamento, principalmente se você fizer questão de “comer bem” durante toda a viagem. Em Nova York (e nos Estados Unidos, em geral) até que não é difícil comer gastando pouco, mas não espere nenhum banquete.

Pizza de 1 dólar

A forma mais simples de economizar em Nova York com alimentação é comendo pizza de 1 dólar. Você encontra em qualquer esquina uma portinha que vende pedaços bem grandes de pizza de queijo por essa pechincha. Não é nada saudável, nutritivo e nem é a refeição dos sonhos de ninguém, mas para comer de vez em quando durante a viagem vale a pena!

Esses mesmos lugares costumam vender outros sabores de pizza, mas eles custam um pouco mais — coisa de 3 ou 4 dólares.

Fast Food

Tem como falar de Estados Unidos e não falar de fast food? O país conta com muuuitas redes de fast food, e várias delas estão em Nova York. Se a gente for converter, o preço dos combos fica mais ou menos o que a gente paga aqui no Brasil — 30 reais ou mais.

Mas existem promoções que acabam saindo bem baratas. No Mc Donalds, por exemplo, é possível comprar um cheeseburguer com batata frita por 3 dólares. No Wendy’s (meu preferido!) tem um combo chamado 444 (Four for Four), que vem um sanduíche, batata frita, nuggets e bebida por 4 dólares — e você ainda pode escolher entre algumas opções de hambúrguer.

Comida a quilo

Eu não imaginava encontrar comida a quilo nos EUA, mas encontrei duas opções bem legais e relativamente baratas. Uma delas é o Whole Foods, um mercado focado em opções mais saudáveis e naturais e que também vende comida pronta. Uma das opções oferecidas é um self service. Eu não comi a comida no quilo de lá, mas quem estava comigo comeu e aprovou.

Outra opção é um restaurante chamado Cafe R, que oferece pratos internacionais. Nós comemos lá várias vezes durante a viagem, pois era bem gostoso, tinha “comida de verdade” e o preço era bem ok. Meu prato ficava sempre por volta de 10 dólares, o que considero excelente para comer de forma saudável. E o mais legal é que dava para experimentar comida de outros países sem pagar muito caro por isso.

O mais importante: fuja das atrações turísticas

O mais importante para economizar em Nova York, não só com alimentação, é fugir das atrações turísticas e seus arredores. Como em qualquer lugar do mundo, os restaurantes próximos dos pontos mais populares da cidade vão custar muito mais do que aqueles que se localizam em regiões “normais”.

Bateu aquela fome na Times Square e você não quer comer em fast food? Caminhe um pouquinho ou pegue o metrô e procure um restaurante acessível a algumas quadras dali. Você aproveita para conhecer um pouco mais da cidade e ainda economiza uns dólares!

Como economizar em Nova York: Passeios e atrações

como economizar em nova york

Muitas vezes a gente esquece de colocar na ponta do lápis quanto gastamos com passeios e atrações durante uma viagem, mas quando se está gastando em dólar é preciso considerar cada centavo, né?

City Pass

O que eu acho que ajuda muito e vale super a pena em Nova York é o City Pass. Tem um post aqui no blog super explicadinho sobre como funciona o City Pass, e outro sobre minha experiência com o City Pass. Em resumo, você paga um valor fechado e tem direito a entrar em 6 atrações super populares na cidade.

O valor que você pagaria pelo ingresso separado de todas as atrações seria bem maior do que o valor pago no passe. Mas, claro, só vale a pena caso você realmente queira conhecer todos os pontos turísticos inclusos no passe.

Para mim valeu super a pena e a única coisa que gastei além do City Pass foi com o show da Broadway.

Atrações gratuitas

Por incrível que pareça, Nova York tem muitas atrações gratuitas. E não são atrações “tapa buraco” não. São lugares incríveis e que eu considero imperdíveis, como o Central Park, a Ponte de Brooklyn, a Times Square e vários outros.

Dá uma olhada no post sobre atrações gratuitas em Nova York, com 10 opções maravilhosas!

Como economizar em Nova York: Broadway

como economizar em nova york broadway

Por fim, a tão sonhada Broadway. Eu adoraria ter assistido uns 5 musicais da Broadway em Nova York, mas infelizmente os espetáculos custam caro (valem cada centavo, mas são centavos que eu não tenho rsrs). Ainda assim, sempre tem uma forma de economizar e assistir pelo menos um, né?

WePlann

Tem uma série de posts aqui no blog falando sobre os musicais da Broadway que são vendidos pelo WePlann, site brasileiro que vende os ingressos em português, sem IOF e ainda oferece opções de parcelamento.

Os ingressos vendidos por eles não custa muito mais do que comprando diretamente na Broadway, e a grande vantagem é poder parcelar. Não é exatamente uma forma de economizar, mas isso facilita muito o pagamento, né?

Comprar na bilheteria

Se preferir, você pode comprar seus ingressos diretamente na bilheteria do teatro onde acontece o espetáculo que você quer assistir. A dica é ir lá e perguntar se tem ingressos sobrando para o mesmo dia ou para o dia seguinte. Se o teatro já estiver quase cheio, eles começam a vender os lugares que restaram por um preço mais baixo.

Mas existem alguns poréns nessa opção: se você optar por pagar com cartão de crédito, terá que pagar iof; além do imposto americano que é cobrado separadamente independente da opção de pagamento. Além disso, você terá que aceitar os lugares que sobraram, que podem ou não ser bons, e pode ser que você tenha que sentar longe dos seus acompanhantes.

Loteria da Broadway

Se você for uma pessoa sortuda, a melhor opção para economizar em Nova York com os shows da Broadway é jogando na loteria. Praticamente todos os espetáculos oferecem essa possibilidade, que funciona assim: você se inscreve na loteria para o show do dia seguinte e pode solicitar até 2 ingressos. Caso seja sorteado, você pagará cerca de 30 dólares por cada. O valor vai variar de acordo com o espetáculo e o dia da semana, mas não foge muito disso.

Você pode se inscrever em quantas loterias quiser, mas se não ganhar em um dia é preciso se inscrever novamente no dia seguinte caso queira concorrer mais uma vez. Para jogar, pesquise no google pelo nome do espetáculo + lottery (exemplo: aladdin lottery) e aí você vai encontrar o site adequado. Sim, precisa se inscrever individualmente para cada espetáculo que quiser concorrer.

Nós éramos 4 pessoas e jogamos todos os dias para dois ou três espetáculos e não ganhamos nenhuma, mas conheço gente que ganhou mais de uma. Realmente vai depender MUITO da sua sorte!

Gostou das dicas de como economizar em Nova York? A cidade te parece um pouco mais acessível agora? Tem outras dicas para compartilhar com a gente? Deixe um comentário e vamos conversar!


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

10 Comentários

  1. Nova York sendo ny, como amo esse lugar. dicas incriveis, com jeitinho conseguimos economizar ne.

  2. Eu usei o City Pass e valeu muito a pena. Economizei bastante em NYC. Também adoro o Wendy’s, acho que é uma ótima opção fast food em custo x benefício.

  3. Thaís Carneiro Responder

    Dicas de economia são sempre bom, mas nessas dicas sobre Nova York você arrasou! Com jeitinho, a gente torna o nosso sonho, realidade, né? Eu sempre tive receio de gastar demais na cidade, mas já vou botá-la nos meus planos.

    • Débora Resende Responder

      Isso! Economizando um pouquinho em cada item dá para tornar Nova York uma viagem possível!

  4. Aquele post que tenho que gurdar pra sempre né! Dicas de economia em Nova York é informação valiosíssima! Esse é tipo de viagem que sai caro não adianta e qualquer economia aqui e ali faz uma diferença enorme no orçamento no final!!! Obrigada por todas essas dicas!!!

    • Débora Resende Responder

      Fico feliz que tenha gostado! Concordo com você, afinal, cada dólar economizado já é um bom dinheiro, né? rs

  5. Economizar em ova Iorque é sempre uma luta, não é não? Foi das viagens que fiz que mais arrasou o meu orçamento. Valeu as boas dicas.

Escreva um comentário