Os parques da Disney são os lugares mais felizes e mágicos do mundo! Fazer uma viagem para Orlando e passar dias e dias curtindo cada atração dos parques é um sonho e, se você está lendo esse post, eu espero que ele esteja para se realizar em breve. Mas mesmo no lugar onde os sonhos se tornam realidade, é preciso um bom planejamento para que tudo saia como o esperado.

Pode parecer muito simples apenas chegar nos parques e aproveitar tudo o que eles têm a oferecer, mas a verdade é que eles são todos muito grandes e, na maioria das vezes, muito cheios. Isso significa que se você não se planejar, pode acabar não dando tempo de fazer tudo o que gostaria, gastando mais do que devia ou se estressando caso algum imprevisto aconteça.

Mas para sua viagem dos sonhos ser perfeita, eu vou te dar as 12 dicas que considero mais importantes para aproveitar ao máximo tudo o que os parques da Disney têm a oferecer.

Ah, eu escrevi o post pensando nos parques da Disney, mas algumas das dicas que você vai encontrar aqui servem para qualquer parque de Orlando, tá bom? Lembrando que a Disney possui quatro parques temáticos (Magic Kingdom, Animal Kingdom, Hollyoowd Studios e EPCOT), e dois parques aquáticos (Typhoon Lagoon e Blizzard Beach). Os outros parques de Orlando são de empresas concorrentes (inclusive o parque do Harry Potter).

Então descubra como aproveitar ao máximo os parques da Disney:

1. Baixe o aplicativo My Disney Experience

parques da Disney

Já começo dizendo que esse é o melhor e o pior aplicativo do mundo! A ideia é incrível, ele tem funcionalidades que vão te ajudar muito a aproveitar melhor os parques da Disney, mas infelizmente ele trava demais e é preciso ter um bom celular (e muita paciência) para usá-lo.

O My Disney Experience é um aplicativo feito exclusivamente para quem vai visitar o Walt Disney World, que é o complexo de parques e resorts de Orlando. Com ele você consegue marcar seus fast passes, fazer reserva em restaurantes, fazer compras online em alguns restaurantes específicos e ver suas fotos tiradas pelos fotógrafos dos parques da Disney. Além disso, é possível consultar os horários de funcionamento dos parques, os horários dos shows, o tempo de fila de cada atração, o local e horário onde os personagens estão disponíveis para fotos e muito mais.

2. Verifique o horário de funcionamento dos parques da Disney

Um detalhe importantíssimo, mas que passa despercebido por muita gente, é verificar o horário de funcionamento de cada parque antes de definir os dias de visita. Os horários não são fixos e eles podem variar todos os dias da semana se a Disney achar necessário. Além disso, dois fatores podem ter influência nisso: as “Extra Magical Hours” e as festas especiais.

Extra Magical Hours

Extra Magical Hours é um benefício que a Disney oferece para os hóspedes de seus resorts, permitindo que eles entrem nos parques algumas horas antes da abertura para o público em geral ou que fiquem algumas horas a mais depois que o parque fecha.

Caso você esteja hospedado em um resort da Disney vale a pena escolher os dias com EMH para visitar os parques, assim você pode aproveitar todas as atrações com menos filas. Caso você não esteja em nenhum resort, verifique se o parque não vai fechar muito cedo por causa das EMH e dê preferência para um dia em que você tenha mais tempo para aproveitar.

Festas especiais

Outra coisa que é MUITO importante verificar são as festas especiais que acontecem no Magic Kingdom, como o Halloween e a Festa da Natal — que exigem um ingresso específico além do ingresso normal do parque. Nos dias em que essas festas acontecem, quem não tem o ingresso “especial” precisa ir embora do parque até as 18h, aproximadamente.

Ou seja, são menos horas para curtir o Magic Kingdom e não é possível assistir ao Happilly Ever After, que é o show de fogos na frente do castelo. Então, se você não pretende ir à festa, evite ir ao Magic Kingdom nos dias em que elas acontecem. Ah, e durante essas festas especiais, geralmente o show de fogos é diferente. Então, se você vai à festa e mesmo assim faz questão de assistir ao Happilly (o que eu recomendo muito), vá ao Magic em um dia comum.

As festas de Halloween costumam acontecer entre agosto e outubro, e as de Natal em novembro e dezembro. Outras festas e eventos específicos podem acontecer ao longo do ano.

3. Marque Fast Pass para evitar filas nos parques da Disney

parques da disney

Fast Pass é um benefício que a Disney oferece para todos os seus visitantes. Você marca o horário em que quer ir em uma atração (entre os disponíveis, claro) e na hora marcada você vai para uma fila especial que é bem menor e anda bem mais rápido. É possível fazer isso com três atrações, e depois de usar os três fast passes você pode marcar mais um, depois de usá-lo pode marcar outro e assim vai…

A dica é: marque seus primeiros três fast passes para o mais cedo possível, pois depois de usá-los você pode tentar pegar outros. Se seu terceiro fast pass for para 5 da tarde, por exemplo, só vai conseguir pegar mais um após esse horário, enquanto se o terceiro for para o meio dia, ainda terá muitas e muitas horas para pegar mais fast passes.

Quem se hospeda nos resorts da Disney pode marcar os fast passes com 60 de antecedência, e quem não se hospeda pode marcá-los até 30 dias antes. É possível fazer isso pelo aplicativo, pelo site da Disney e até mesmo nos parques. Quanto antes puder marcar seus fast passes, maiores as chances de conseguir para as melhores atrações. Mas caso não consiga, fique de olho no aplicativo durante o dia no parque, pois muitas vezes alguém cancela e você pode pegar um bom FP de última hora.

4. Pegue um mapa do parque em português

Se você tiver o app no seu celular, é possível consultar o mapa ali mesmo. Porém, se o aplicativo estiver travando muito ou se você preferir, é possível pegar um mapa de todos os parques da Disney em português na entrada ou no Guest Relations. Vale a pena ter um mapa sempre com você para se localizar, verificar onde fica a atração que quer ir ou o banheiro mais próximo. Também é bem legal ir marcando o que já fez e o que quer muito fazer, para não “se perder” ao longo do dia.

  • Ingressos em até 12x no cartão ou com desconto no boleto bancário! Pagamento em R$ e SEM IOF! Você ainda pode ganhar uma magic band ou um chip de celular de brinde 🙂

5. “Estude” os parques da Disney antes da viagem

A maioria das pessoas que vai à Disney a passeio tem apenas um dia para visitar cada parque, então o que não for feito ou visto nesse dia acaba ficando para um próxima viagem. Por isso eu acho tão importante fazer um bom planejamento e até mesmo “estudar” os parques antes da visita, assim você define suas prioridades e não deixa de fazer o que tem vontade. Se planejando direitinho também é possível economizar bastante tempo e assim você pode aproveitar bem mais!

Minha sugestão é: descubra quais são as atrações mais concorridas de cada parque e tente marcar fast pass para elas; defina quais atrações faz questão de visitar e quais só vai fazer se sobrar tempo; veja o cardápio dos restaurantes e já deixe pré-definido onde vai comer; descubra onde ficam os personagens que você quer muito ver e os horários dos shows que você não pode perder por nada.

É claro que não estou dizendo para planejar cada minuto do seu dia e nem para se estressar caso alguma coisa não saia como planejado, mas já ter em mente o que é prioridade vai te ajudar a aproveitar muito mais os parques da Disney. Por exemplo, se você vai questão de conhecer a Toy Story Land e sabe que lá fica sempre cheio e com horas de fila, não vai deixar para conhecer essa área do parque faltando pouco tempo para fechar. Se quer muito assistir a um show e sabe o horário dele, não vai marcar um fast pass para o mesmo horário. Deu para entender a ideia?

6. Procure o Guest Relations caso tenha algum problema nos parques da Disney

Todos os parques da Disney possuem um local chamado Guest Relations, com Cast Members preparados para resolver qualquer tipo de problema que você tiver durante o dia. Eles estão ali para te ajudar com desde as dúvidas mais simples até as situações mais “cabeludas”.

Teve um problema com seu aplicativo? Quer marcar ou desmarcar uma reserva de restaurante? Sua Magic Band não funciona? Perdeu uma criança do seu grupo? Perdeu o celular ou algum outro pertence? Qualquer coisa que você precise e não consiga resolver sozinho, com certeza o Guest Relations vai te ajudar!

E caso não fale inglês, pergunte se há algum brasileiro trabalhando ali — e é bem provável que terá!

7. Compre uma Magic Band

Magic Band é uma “pulseira” que realmente parece mágica, pois é possível fazer muita coisa com ela. Você pode linkar seus ingressos do parque na sua Magic Band, e usá-la nos touch points para entrar nos parques da Disney ou para entrar nas atrações com o fast pass. Também é possível linkar seu cartão de crédito e usá-la para pagar suas compras nas lojas ou restaurantes. E caso você peça algum fotógrafo dos parques para fazer fotos suas, use sua magic band para salvar as fotos.

Assim, ao invés de precisar de um cartão ingresso, um cartão de crédito e um cartão de fotos, você resolve tudo com sua Magic Band — que já vai estar no seu braço e você não vai nem precisar ficar procurando na mochila. Ah, ela é à prova d’água, então não precisa se preocupar com a chuva ou as atrações que molham.

Caso você esteja hospedado em um resort da Disney, a Magic Band ainda serve como “chave” do seu quarto. Mas nesse caso não é preciso comprar sua pulseira. Os hóspedes dos resorts ganham uma Magic Band no dia do check-in!

  • Saiba tudo sobre hospedagem em Orlando. Descubra qual é a melhor localização, como escolher o melhor hotel e muito mais!

8. Não gaste muito com comida nos parques da Disney

Eu passei dois meses trabalhando na Disney, e como tinha acesso livre aos parques eu escolhia um para visitar quase todos os dias. Sempre que dava eu levava algum lanchinho para não precisar comprar nada lá, mas acabei tendo que comer nos parques várias e várias vezes. E uma coisa eu posso dizer: é muito difícil comer bem nos parques, e quase impossível não gastar muito.

Antes de tudo é preciso entender que existem dois tipos de restaurantes na Disney: os “Quick Service”, que são basicamente fast foods, e os “Table Service” que são aqueles com garçons e tudo mais.

Os Quick Service são as opções mais rápidas e mais econômicas, mas isso não significa que são baratas. Dificilmente você vai gastar menos de 10 dólares (por pessoa) em uma refeição “ruim” na Disney. Nos QS você vai encontrar apenas opções como hambúrgueres, pizzas e, no máximo, saladas. Caso queira comer bem, o ideal é optar pelo Table Service, mas há dois “poréns”: o preço vai ser bem mais alto e o tempo gasto ali vai ser bem maior.

Para economizar, uma dica é optar pelo kids menu. Geralmente o prato principal vem com um acompanhamento e uma bebida, e custa entre 30% e 50% menos que o menu comum. Porém, assim como o preço é menor, a quantidade de comida é bem menor e só vale a pena para quem come pouco.

parques da disney

Para entenderem melhor, esse é o cardápio do Satuli Canteen, restaurante da área de Pandora. Os pratos que estão dentro das linhas vermelhas são exatamente os mesmos, porém o menu infantil é mais barato e vem acompanhado com uma garrafinha de água ou uma caixinha de leite. E como já dito, a porção do menu infantil é menor que a porção normal.

Outra dica para economizar com comida na Disney é levar lanches para os parques. Eu gostava de levar salgadinho, frutas e outras “besteiras” para ir comendo ao longo do dia, e quando eu passava o dia inteiro no parque fazia no máximo uma refeição por lá. No Walmart você encontra muitas opções legais para levar para os parques, que são bem mais baratas e podem até ser mais saudáveis.

Ainda, se você gosta muito de pipoca, vale a pena comprar os baldes de pipoca que servem como refil. Você paga cerca de 10 dólares no balde cheio e depois cada vez que quiser encher paga apenas 2 dólares. E no fim da viagem, ele se torna um souvenir bem legal!

9. Use roupas e calçados confortáveis

Essa dica pode parecer óbvia e ridícula, mas juro que não é. Muita gente quer ir para os parques da Disney com roupas lindas para tirar fotos perfeitas para o Instagram — o que não é problema nenhum — mas em alguns casos isso pode “estragar” seu dia.

Lembre-se que você vai andar muito, ficar muito tempo em pé e se movimentar muito durante o dia, então é imprescindível escolher um calçado SUPER confortável e uma roupa que, além de não incomodar de maneira alguma, não limite seus movimentos.

10. Não carregue sacolas de compras nos parques da Disney

Sim, as lojas da Disney são uma perdição e você vai querer deixar todo seu dinheiro lá e levar para casa coisas super fofas e desnecessárias. Não julgo ninguém que faça isso, pois foi exatamente o que eu fiz. ?

Mas apesar de querermos comprar a Disney inteira, ninguém quer passar o dia no parque carregando sacolas, né? Então existem duas opções: deixar para fazer as compras no fim do dia ou utilizar o serviço de pickup oferecido pela Disney. Caso você esteja em um resort da Disney, você pode fazer as compras e pedir para entregá-las em seu quarto. Caso não esteja, é possível pedir para enviarem as compras para a entrada do parque e você busca ali quando estiver indo embora.

Assim você não precisa ficar carregando peso ao longo do dia e nem se preocupar com a sacola quando estiver indo para alguma atração.

11. Economize tempo nas atrações com o Single Rider

Essa é uma opção mais comum nos parques da Universal, mas a Disney está começando a oferecer a opção de Single Rider em algumas (ainda poucas) de suas atrações mais concorridas. Single Rider nada mais é do que uma fila separada para quem não se importa de ir nas atrações sozinho, separado de seu grupo. Essa é uma fila para “tapar os buracos” e, além de ser bem menor, ela costuma andar rápido.

Por exemplo, tem uma atração onde cada carrinho cabe quatro pessoas, mas aí chega uma família com três pessoas. Cada uma ocupa um lugar e o último assento fica vazio, e quem vai ocupá-lo é quem está na fila de Single Rider. Eu acho que vale muito a pena para as atrações mais concorridas, para não perder horas nas filas.

Pelo que me lembro agora, algumas atrações da Disney com essa opção são: Everest (Animal Kingdom), Rock and Roller Coaster (Hollywood Studios) e Test Track (EPCOT).

12. Alugue cadeiras de rodas ou carrinhos de bebê na entrada dos parques

A Disney possui carrinhos de bebê, cadeiras de rodas e veículos elétricos para aluguel em todos os parques e também no Disney Springs.

Caso você queira alugar, o ideal é fazê-lo no começo do dia, já que a “loja” fica sempre na entrada dos parques e assim você não precisa voltar até lá no meio do dia. Além disso, há um número limitado de cadeiras e carrinhos, então se o parque estiver muito cheio eles podem acabar logo. E o valor é pago por dia, então independentemente do horário em que fizer seu aluguel o preço será o mesmo.

É importante saber que os carrinhos de bebê não entram nas filas de nenhuma atração, então será preciso estacioná-lo em um local específico antes de ir para a fila — ou entregá-lo para o cast member que estiver responsável por isso. As cadeiras de rodas e os veículos elétricos podem ser usados em algumas atrações que são adaptadas para isso, mas não são todas.

Essa são as dicas mais importantes para que você consiga aproveitar ao máximo tudo o que os parques da Disney têm a oferecer. Pode ter certeza que um pouquinho de planejamento vai fazer toda a diferença e essa viagem vai ser incrível! Se gostou das dicas e acredita que elas realmente vão lhe ajudar, compartilhe o post nas redes sociais e ajude outras pessoas também. Já foi à Disney e tem mais alguma dica? Então deixe um comentário!


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

14 Comentários

  1. Há tantos parques da Disney que eu nem fazia ideia! Fiquei de queixo caído só de ver. Sou memso leiga nisso e agora já conheço bastante mais. Obrigada

    • Débora Resende Responder

      Com certeza você não é a única, rs. Muita gente acha que a Disney é só “o parque do castelo”, e ao mesmo tempo tem gente que acha que todo parque de Orlando é “a Disney” hahaha

  2. Oi Débora, suas dicas são sensacionais! Parabéns. Eu estive na Disney quando meus filhos eram crianças, hoje é meu filho que está pesquisando para levar os filhos dele (meus netos) para conhecer os parques. Eu estava passeando pela internet pesquisando sobre os parques para eles e achei seu post, Muito bom!.
    Gostei de saber sobre o Magic Band e o Fast Pass. Quando eu fui o Fast Pass não existia e se existisse eu não soube e olha que organizei a viagem inteira por conta própria, já naquela época, com direito a carro alugado e tudo, hehehe. Quando hoje penso nisso nem acredito como consegui!
    Ah! e comi muita pipoca de balde hahaha.
    Abraços

    • Débora Resende Responder

      Também tem algumas viagens que fiz há alguns anos e penso “como consegui fazer isso sozinha?” hahaha Fico muito feliz que tenha gostado das dicas e espero que seu filho e seus netos aproveitem MUITO a Disney!

  3. Definitivamente viajar e aproveitar a Disney não é simples, por isso esse tipo de dica bem explicadinha é muito útil!

  4. Edson Amorina Junior Responder

    Oi Debora, dicas realmente muito boas e que podem ser usadas em qualquer parque da Disney, com algumas exceções, já que não tem Magic Band em Paris por exemplo. Realmente ajuda no planejamento de viagem.

    • Débora Resende Responder

      É verdade! Eu escrevi pensando na Disney de Orlando, mas acaba que algumas dicas podem ser aproveitadas em outros parques da Disney também =)

  5. Ótimas dicas sobre os parques da Disney! Acho que é necessário um bom planejamento para aproveitar ao máximo os dias em Orlando. A dica de levar lanches é muito boa, porque a comida geralmente é bem cara e às vezes as opções são péssimas. Outro ponto que eu acho bom é a fila de single riders, já me salvou um tempo absurdo várias vezes!

    • Débora Resende Responder

      A fila de Single Rides é maravilhosa, né? Queria que tivesse em todas as atrações hahaha

Escreva um comentário