Trabalhar na Disney é um sonho que nasceu em mim em 2012 e, depois da vida dar muitas voltas, estou indo realizar esse sonho agora em 2018. A Disney oferece diversos tipos de programas de intercâmbio para estudantes internacionais, já que os parques e resorts recebem pessoas do mundo inteiro e, por isso, é preciso ter funcionários (ou cast members) de diversos países. Para os brasileiros são oferecidos três programas completamente diferentes, mas a porta de entrada na empresa é o ICP. Isso significa que, para participar de qualquer outro intercâmbio da Disney, é preciso ter participado desse que é sobre o qual eu vou falar neste post.

É um programa de intercâmbio com um custo relativamente baixo e que oferece vários benefícios para quem se torna um cast member. Além da oportunidade de ter uma empresa como a Disney no currículo, essa é a oportunidade de conhecer pessoas do mundo todo, se desenvolver pessoalmente, melhorar o inglês e ainda ter entrada ilimitada nos parques! Mas, claro, tudo isso vem junto com muito trabalho e responsabilidades!

Se você tem interesse em trabalhar na Disney e quer saber como participar, anote todas as informações a seguir:

Como funciona o intercâmbio de trabalho na Disney?

Uma rápida apresentação para quem ainda não conhece o programa de intercâmbio na Disney: seu nome “oficial” é CEP (Cultural Exchange Program), mas ele é mais conhecido por seu nome antigo: ICP (International College Program). Ele é voltado para estudantes universitários que querem passar dois ou três meses trabalhando nos parques ou resorts da Disney, em Orlando, na Flórida/EUA.

O ICP acontece entre novembro e fevereiro, mas as datas específicas são definidas pela Disney e variam a cada ano. Na temporada 2018/2019, parte dos aprovados tem o programa se iniciando no dia 26 de novembro e a outra parte inicia em 03 de dezembro — e o último dia de programa de todos é 31 de janeiro.

A Disney garante pelo menos 30 horas de trabalho por semana, mas conheço pessoas que chegaram a trabalhar 70 horas. O salário é de no mínimo 10 dólares por hora (podendo chegar a 20 dólares por hora). Todos os cast members moram em um dos condomínios da Disney, em apartamentos com capacidade para até 8 pessoas, que podem ser de diferentes países. É preciso pagar um aluguel semanal, que é descontado automaticamente do salário.

As possibilidades de trabalho na Disney

A Disney oferece algumas possibilidades de trabalho diferentes, que podem ser realizadas nos parques ou nos resorts do complexo. Durante o processo seletivo você tem a chance de falar qual função (ou role) é sua preferida, mas quem escolhe o que você vai fazer durante o intercâmbio são os recrutadores da Disney. Por exemplo, minha preferência era ser Attractions, mas minha recrutadora achou que o melhor para mim é ser Quick Service.

Para quem não sabe o que isso significa, vou explicar quais são as possíveis roles do ICP:

  • Attractions: trabalho nas atrações (os brinquedos) ou nos shows dos parques, organizando filas, operando máquinas, etc.
  • Merchandise: trabalho nas lojas dos parques ou dos resorts, ficando no caixa, cuidando do estoque e mantendo a loja organizada.
  • Quick Service: trabalho nos restaurantes fast food ou carrinhos de comida dos parques ou dos resorts, preparando os alimentos, entregando os pedidos, ficando no caixa, limpando as mesas, etc.
  • Custodial: trabalho na limpeza dos parques os resorts, mantendo o chão limpo, trocando os lixos, limpando os banheiros, etc. Não é preciso fazer nenhum tipo de limpeza pesada nessa role.
  • Character Performer: trabalho dando vida aos personagens pra tirar fotos com os guests (ou visitantes).
  • Character Attendant: trabalho cuidando dos personagens enquanto eles estão disponíveis para tirar fotos com os guests, organizando e fechando as filas, tirando fotos, etc.
  • Seatter: trabalho nos restaurantes, verificando as reservas dos guests e direcionando-os para suas mesas. Essa é uma role que não é oferecida há alguns anos e não sabemos se será oferecida nos próximos.

Essas são as principais roles do ICP, com explicações básicas sobre as funções. Antes de começar a trabalhar, você terá um treinamento específico para seu local de trabalho e vai aprender em detalhes o que terá que fazer durante o intercâmbio.

Quais são os pré-requisitos para trabalhar na Disney?

Infelizmente não é qualquer pessoa que pode participar do processo seletivo para trabalhar na Disney, já que o visto para esse intercâmbio é o J1 e existem alguns pré-requisitos para solicitá-lo. São eles:

  • Ter 18 anos ou mais (não há idade máxima!);
  • Estar matriculado em um curso de graduação presencial e reconhecido pelo MEC;
  • Ter inglês avançado (não é preciso ser fluente, mas é necessário conseguir se comunicar em inglês para participar as entrevistas);
  • Ter condições financeiras para pagar todas as despesas relacionadas ao programa;

Como é o processo seletivo para trabalhar na Disney?

O processo seletivo para trabalhar na Disney é longo e acontece uma vez por ano, sendo dividido em duas etapas. A primeira etapa é organizada pela STB, única agência de intercâmbio brasileira que tem relação com o ICP. Quem for aprovado na primeira etapa vai para a segunda, que é realizada diretamente com a Disney.

Vou explicar brevemente como aconteceu o processo nos últimos anos, mas saibam que ele pode mudar a qualquer momento. Aqui estou compartilhando minha experiência e nenhuma informação é oficial. Para informações oficiais, entre no site da STB. E para ficar por dentro de tudo o que está acontecendo e não perder nenhuma data, sugiro que entre no grupo do facebook “Futuros Disney Cast Members”.

1ª etapa do ICP

A primeira etapa é composta por uma palestra informativa e uma entrevista com a STB. O primeiro passo é se inscrever para a palestra, que é obrigatória. Essa inscrição geralmente acontece em abril, em um dia e horário pré-definidos e divulgados pela STB. As vagas se esgotam em poucos minutos, então é preciso estar online na hora exata divulgada pela empresa. Quem não conseguir se inscrever pode ficar na fila de espera no dia da palestra e tentar entrar no lugar de alguém que se inscreveu mas não compareceu.

Palestra

As palestras geralmente acontecem em 5 capitais brasileiras, nos meses de maio e junho. Nos últimos anos as cidades escolhidas foram SP, BH, uma capital no nordeste, uma no sul e uma no centro-oeste. Elas têm duração de aproximadamente 2 horas e são passadas todas as informações importantes sobre o programa, como as possibilidades de roles, as datas de início e fim do intercâmbio, os gastos, as regras, a acomodação, etc.

Entrevista

Nos dias seguintes à palestra acontecem as entrevistas da primeira etapa com o pessoal da STB que é treinado pela Disney. Antes ou depois da palestra você vai receber um papelzinho com o dia e a hora da sua. São entrevistadas 2 ou 3 pessoas ao mesmo tempo. As entrevistas não duram muito mais do que 15 minutos — o que dá cerca de 5 minutos para cada pessoa mostrar o seu potencial. Por isso, é preciso encontrar sua forma para se destacar e mostrar porque você é um candidato ideal e tem tudo para ser um ótimo cast member.

trabalhar na disney

Importante: o traje para a entrevista deve ser social! Além disso, é preciso levar um documento com foto, um currículo em inglês e alguns documentos que a STB envia por e-mail alguns dias antes.

Depois da entrevista, é preciso trabalhar seu psicológico para esperar o resultado. Ele geralmente sai no fim de junho ou no início de julho, em um link específico divulgado pela STB. São três possibilidades de resultado: aprovado, stand by ou reprovado. Se for aprovado, significa que é só começar a se preparar para a segunda etapa. Se estiver na lista de espera (stand by), existe alguma chance de ser chamado caso algum aprovado desista. Se for reprovado, você pode tentar novamente no ano seguinte se ainda estiver apto.

Nesse vídeo eu conto TUDO sobre todas as entrevistas do ICP que fiz, da primeira e da segunda etapa. Além disso, tem vlogs de todo o meu programa no youtube, então aproveitem pra assistir!

 

2ª etapa do ICP

trabalhar na disney

Depois de aprovado na primeira etapa, é preciso preencher alguns documentos e marcar sua entrevista com os entrevistadores da Disney. A segunda etapa acontece apenas em São Paulo, durante uma semana no mês de agosto. A Disney disponibiliza um link para que você marque sua entrevista para o dia e horário que preferir.

Diferentemente da primeira, a segunda entrevista é individual — só você e o recrutador. Nos anos anteriores elas duravam até meia hora, mas esse ano a média de duração foi 15 minutos. Não estou falando muito de entrevistas por aqui, mas posso fazer um post futuramente contando como foram as minhas.

Depois da entrevista é só esperar o resultado, que vem bem mais rápido dessa vez — geralmente na semana seguinte. Ela chega por e-mail: no primeiro dia os reprovados, no segundo os aprovados e alguns dias depois os stand by. Se for aprovado, é preciso pagar a taxa para garantir sua vaga em até uma semana e depois começar a organizar tudo (passagem, visto, dólares, etc)!

Quanto se gasta para trabalhar na Disney?

Eu citei o ICP no post de intercâmbios baratos porque, na minha opinião, esse é um dos intercâmbios com melhor custo benefício. Diferente de outros programas de trabalho no exterior, não é preciso pagar nada para agência e todas as despesas são relacionadas à viagem em si. O valor final vai variar de acordo com o dólar e com a cidade onde você mora.

Os gastos do processo de 2018 foram:

  • Primeira etapa: transporte e hospedagem caso não tenha palestra/entrevista na sua cidade;
  • Segunda etapa: transporte e hospedagem caso você não more em São Paulo;
  • DORMS: U$355. Taxa paga para a Disney até 7 dias depois da aprovação. Referente às duas primeiras semanas de acomodação + os eventos que acontecem durante o programa;
  • Passagem aérea: depende de vários fatores. Vi valores variando de R$1.800 até R$4.000 esse ano;
  • Seguro viagem: é obrigatório contratar o que é indicado pela Disney por todo o tempo de intercâmbio. Varia entre U$ 3,24 e U$4,11 por dia, o que dá entre 100 e 120 dólares por mês;
  • Visto: é preciso solicitar o visto J1, de intercâmbio. Ele custa U$160 e, além disso, é preciso pagar a taxa SEVIS que custa U$35. O visto de turista não é aceito e o J1 só deve ser solicitado após ser aprovado na segunda etapa!
  • Pocket Money: o salário na Disney é pago semanalmente, mas o primeiro pagamento acontece somente 2 semanas depois do início do programa. Por isso, é preciso levar um “pocket money” para usar enquanto não começa a receber. É recomendado levar no mínimo U$300, mas cada um leva quanto quiser ou puder.

Ou seja: os gastos com o ICP são de aproximadamente 850 dólares + os gastos com o processo seletivo + a passagem aérea + o pocket money.

Como eu disse, acredito que esse é um dos intercâmbios com melhor custo benefício. Se estiver disposto a trabalhar bastante (e cair em um local de trabalho que possibilite isso), é possível ganhar muito dinheiro durante o ICP. Dá para fazer muitas compras, viajar, pagar quem te emprestou dinheiro para fazer o programa ou mesmo voltar para o Brasil com alguns dólares.

Quais são os benefícios de se trabalhar na Disney?

Não vou falar sobre os benefícios do intercâmbio em si, como crescimento pessoal e profissional, melhora no inglês nem nada do tipo, já que qualquer outro programa de intercâmbio oferece os mesmos benefícios para qualquer pessoa. Aqui, vou citar os benefícios exclusivos do ICP:

  • salário de no mínimo 10 dólares por hora trabalhada (e pagamento semanal);
  • transporte gratuito entre os parques, resorts e condomínios;
  • entrada gratuita em todos os parques da Disney durante o período do intercâmbio;
  • 40% de desconto nos produtos vendidos nas lojas da Disney;
  • descontos em restaurantes da Disney;
  • descontos para cast members em outros estabelecimentos em Orlando;
  • possibilidade de ganhar até 8 ingressos para presentear familiares e amigos que forem te visitar;

Ou seja, além dos benefícios pessoais e profissionais que o intercâmbio tem a oferecer para sua vida, existem vários benefícios específicos que a Disney oferece para seus intercambistas.

Trabalhar na Disney com certeza é uma experiência incrível! O processo seletivo não é fácil, mas vale a pena tentar e realizar esse sonho. Se quiser acompanhar minha aventura, me segue no instagram @blogfoconomundo. Se tiver dúvidas, deixe um comentário e eu farei o possível para responder =)


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

16 Comentários

  1. Acho que é um bom investimento e também uma experiência de vida!
    Uma boa opção para quem já pensa em fazer um intercâmbio e ao mesmo tempo ganhar uma boa grana.

    • Débora Resende Responder

      Verdade! Todo intercâmbio é um super investimento, né? =)

  2. Que demais. Eu tinha interesse em fazer este intercâmbio, mas já sou formada e não me encaixo nos requisitos. Já morei nos Estados Unidos durante 2 anos (intercâmbio Au Pair) e ameii demais a experiência. Com certeza vale a pena todo o esforço e investimento.

    • Débora Resende Responder

      Eu já quis muito ser Au Pair também, mas acabou não dando certo. Com certeza é uma experiência incrível =)

  3. Marcia Picorallo Responder

    Do que mais gostei foi o fato de não haver limite de idade. Tenho uma dúvida: com base em que o recrutador designa o role de cada um? É apresentado algum resultado prático/avaliatório? E você fica nesta função os 3 meses ou há uma rotatividade? Vou acompanhar, Débora, quem sab minha filha se interessa, um dia. Boa sorte pra você, espero que curta bastante.

    • Débora Resende Responder

      Eles não apresentam nenhum resultado, nem nada que faça a gente entender os porquês das escolhas dos recrutadores, rs. O pouco que a gente sabe é que algumas roles precisam de um inglês melhor e que a experiência em um trabalho específico pode ajudar (por exemplo, quem já trabalhou em restaurante quase sempre cai para trabalhar em restaurantes lá também). E são os 3 meses na mesma função, não dá para mudar por causa do treinamento! =)

  4. Michele da Costa Responder

    Bacana! Deve ser uma experiência interessante para estudantes.. passar uma temporada na Disney com redução de despesas. Boa sorte!

  5. Oi,
    Quem trabalha, quando termina o programa, é obrigado a fazer declaração de imposto de renda nos EUA?
    Tem que pagar mais imposto ou já vem tudo descontado? e no caso de ter que pagar, como trabalha-se em 2 anos fiscais diferente, tem que pagar no final do outro ano também?

    • Débora Resende Responder

      Teoricamente todo o imposto já vem descontado, mas esse ano algumas pessoas tiveram problemas e estão tendo que pagar uma taxa extra agora. Quando você for aprovado terá que preencher alguns documentos e um deles é o que define quanto de imposto você vai pagar. Porém, se por algum motivo você preencher errado e colocar a opção que paga menos imposto do que deveria, vai chegar um “boleto” para pagar posteriormente o que faltou. E sim, o pagamento é dividido em 2 partes por trabalhar em 2 anos fiscais diferentes.

  6. Ola, existe algum programa para trabalhar lá para quem já é formado mas quer ter essa experiência?

    • Débora Resende Responder

      Oi! Infelizmente não =/ Na verdade até tem, mas pra fazer esse programa é obrigatório fazer primeiro o ICP, que exige uma graduação 🙁

Escreva um comentário