Campos do Jordão é uma das cidades mais turísticas do estado de São Paulo, graças ao seu clima frio, bons restaurantes, várias atrações e lugares lindos para visitar. É uma cidade que atrai muitos casais e famílias, e há muito o que fazer em Campos do Jordão, independente de idade, interesses e estilo de viagem.

Pensando em hospedagem e alimentação, é uma cidade muito cara! Porém, eu me surpreendi quando descobri que a maioria dos pontos turísticos tem ingressos baratos ou até gratuitos. Na minha opinião, 3 dias inteiros são suficientes para conhecer a cidade — mas é claro que, quanto mais, melhor!

Quer saber o que fazer em Campos do Jordão? Conheça as 10 atrações que eu considero imperdíveis, e veja minha sugestão de roteiro de 3 dias na cidade!

O que fazer em Campos do Jordão?

Antes de tudo, dois recados importantes: o primeiro é que eu tentei colocar os valores e horários de todas as atrações que consegui me lembrar, mas é sempre bom conferir isso nos sites oficiais antes de viajar. O segundo é que tem um vlog bem legal no youtube, onde mostrei um pouco de todas as atrações que conhecemos. Vai lá assistir para já entrar no clima da cidade, e depois me conta o que achou?

No vídeo mostro onde nos hospedamos e prometi que deixaria o link aqui. Reservamos uma pousada pelo Airbnb, e esse é o link para todos os anúncios do anfitrião (cada anúncio é referente a um quarto ou trailer da pousada, nós ficamos no La Brume Violet). Se quiser ganhar R$179 de desconto no Airbnb, é só clicar nesse link antes de criar sua conta no site.

1. Teleférico

teleférico campos do jordão

Uma das atrações mais populares em Campos do Jordão (e uma das minhas preferidas) foi o Teleférico do Morro do Elefante. O ingresso custa R$25 ida e volta (valor de julho/2019) e o trajeto é bem gostoso, com uma vista maravilhosa! Este foi um dos primeiros teleféricos do Brasil, construído em 1970.

O ingresso só pode ser comprado presencialmente e no dia do uso, e quem assistiu ao nosso vlog de Campos do Jordão já sabe qual é a dica para enfrentar filas menores na alta temporada. Se estiver com crianças, saiba que por questões de segurança crianças menores de 10 anos não podem subir no teleférico — já que os assentos são individuais. Além disso, verifique a altura mínima.

No local onde acontece o embarque para o teleférico, existem algumas lojinhas e outras atrações interessantes para crianças, como pista de patinação, jogos, etc.

2. Morro do Elefante

morro do elefante

Subindo o teleférico você chega ao Morro do Elefante, mas também é possível chegar até lá de carro caso você tenha medo de altura ou esteja com crianças. Não há muito o que fazer por lá e, sinceramente, achei o local um pouco mal cuidado. O mais legal é curtir um pouco mais da vista com calma no mirante.

parque dos elefantes

Além disso, você pode conhecer o Parque dos Elefantes, um “mini museu” com várias esculturas de elefantes e alguns outros “cenários” legais para tirar fotos. A entrada é gratuita, mas é obrigatório tirar uma foto antes de entrar. No fim essa foto será oferecida em forma de chaveiro, mas você só compra se quiser (nós não quisemos comprar e ninguém insistiu).

3. Parque Amantikir

parque amantikir

O Parque Amantikir é uma das principais atrações da cidade, composto por vários jardins inspirados em diferentes países e outras atrações como uma casa na árvore, labirintos, etc. É um lugar maravilhoso, super fotogênico e que vale muito a pena visitar.

Mas é preciso se planejar muito bem, e eu vou te contar o porquê!

O espaço do Amantikir é bem limitado, tanto em relação à capacidade máxima de pessoas dentro do parque, quanto ao estacionamento. Na alta temporada é preciso chegar muito cedo para conseguir estacionar e para não ter que esperar muito tempo na fila.

amantikir campos do jordão

Ele abre às 8h30, e minha recomendação é chegar no máximo 9h30. Nós chegamos por volta desse horário e já não tinha vaga no estacionamento mais próximo ao parque. Tivemos que parar no segundo estacionamento, enfrentamos uns 10 minutos de fila para comprar os ingressos e não precisamos esperar muito para pegar a van (gratuita) que nos levaria até o parque. Chegamos lá e o parque estava tranquilo, não muito cheio.

o que fazer em campos do jordão

Porém, quando fomos embora, por volta das 11h30, os dois estacionamentos estavam com lotação máxima, havia uma fila de carros esperando do lado de fora e a fila estava enorme para pegar a van gratuita do estacionamento para o parque. Então, chegue cedo!

4. Museu Felícia Leirner

museu felícia leirner

O Museu Felícia Leirner me surpreendeu bastante, e acho que vale muito a pena visitar mesmo que você, assim como eu, não seja o maior fã de museus de arte. O acervo conta com obras da artista polonesa que dá nome ao museu, e o mais legal é que elas estão dispostas de forma cronológica, ou seja, podemos ver sua evolução.

Além disso, o museu fica em um lugar aberto, muito bonito e tranquilo, vale a pena tirar um tempinho para sentar na grama, descansar e ficar curtindo o clima gostoso do local. O ingresso custa R$10 (inteira).

5. Pico do Itapeva

pico do itapeva

Quem curte mirantes e vistas bonitas não pode deixar de visitar o Pico do Itapeva. Apesar de fazer parte de Pindamonhangaba, só é possível acessar o Pico a partir de Campos do Jordão, e lá do alto é possível avistar entre 10 e 15 cidades da região. Entre elas está Aparecida do Norte, Taubaté, São José dos Campos e outras.

Para apreciar a vista existem duas opções: você pode entrar no Parque do Pico do Itapeva pagando R$20 de estacionamento + R$10 por pessoa e usufruir da estrutura do local (que dizem não ser muito boa, rs); ou subir mais um pouco na estrada, estacionar na rua mesmo e curtir a paisagem de graça. Nós escolhemos a segunda opção e mostrei tudo no vlog.

6. Palácio Boa Vista

palacio boa vista

Uma das atrações mais populares nas listas de “o que fazer em Campos do Jordão” é o Palácio Boa Vista, tanto que ele é super disputado e até difícil de se visitar. O Palácio é a residência de verão dos governadores de São Paulo, e hoje funciona como um museu com entrada gratuita.

A visita é guiada e passamos pelo gabinete, por alguns quartos e podemos ver de perto importantes obras de arte — incluindo artistas super renomados, como Portinari.

Porém, o período de visitação é muito curto e por isso acaba sendo difícil visitá-lo. Ele abre entre 10h e 12h, e depois entre 14h e 16h, mas em cada visitação só entram 25 pessoas e há um intervalo de 15 minutos entre cada uma. Ou seja, entram aproximadamente 225 pessoas em cada período de visitação. Pode parecer muito, mas na alta temporada a procura é muito grande e, se você não chegar com antecedência, pode acabar não entrando.

As senhas começam a ser distribuídas poucos minutos antes de abrir, e logo que abre a fila já pode estar bem grande. Nós fomos na alta temporada e chegamos lá por volta de 13h. As senhas foram distribuídas às 14h (os 25 primeiros nem pegaram, já entraram direto) e nós conseguimos para as 14h15. Quando abriram os portões a fila já estava enorme e todas as senhas foram entregues. Quem chegou perto de 14h só conseguiu horário para perto de 16h, e quem chegou pouco depois de 14h teve que voltar outro dia.

Ou seja, é preciso se programar e deixar pelo menos umas duas horas reservadas para esse passeio. Apesar desse inconveniente, acho que vale muito a pena visitar o Palácio Boa Vista.

7. Mosteiro de São João

mosteiro campos do jordao

Não somos religiosos, mas ouvimos falar muito bem sobre o canto gregoriano das Monjas Beneditinas que vivem no Mosteiro de São João, então decidimos assistir. O canto acontece diariamente, às 17h45, e não é preciso pagar nada. A celebração dura cerca de 40 minutos e é realmente muito bonita. Vale a pena assistir! Também acontecem missas diariamente no mosteiro, de manhã cedinho.

Também é legal dar uma passada na loja, que vende produtos feitos pelas próprias monjas. É uma opção legal de lembrancinha, e uma forma de contribuir com o mosteiro.

8. Ducha de Prata

ducha de prata campos do jordao

A Ducha de Prata é um local com pequenas cachoeiras artificiais. Não é permitido nadar (e nem há espaço suficiente para isso), mas é uma atração legal para se visitar. É um local bem pequeno e pouco tempo é suficiente para conhecer. Quando fomos ela estava bem cheia, mas há um estacionamento gratuito logo ao lado.

Existem algumas lojinhas com opções bem legais de souvenirs e, por incrível que pareça, tem preços legais. Gostei de um porta-chaves que vi ali, mas achei melhor deixar para comprar em outro lugar e acabei não achando igual, e nem outros com um preço parecido.

9. Fábrica de Chocolate e Museu Araucária

fábrica de chocolate

Eu queria muito visitar uma fábrica de chocolates em Campos do Jordão, e vi algumas pessoas indicando a Araucária. Não é possível visitar a fábrica mesmo, mas podemos ver de longe um pouco do processo de fabricação, o que já é bem interessante. Além disso, há um museu muito legal que conta a história do chocolate, seus ingredientes, entre outras coisas.

E, claro, há uma loja da Araucária onde você pode comprar todos os produtos produzidos ali, como bombons e barras de chocolate, além de outros doces como fondues, sorvetes, etc.

Sendo sincera, eu fui esperando uma super fábrica onde eu pudesse ver todo o processo do chocolate sendo feito, mas não é bem assim. Apesar disso, gostei muito da experiência e recomendo! Só não vá com altas expectativas. E sendo mais sincera ainda, eu não curti o chocolate de lá, rs.

10. Centrinho de Capivari

Por fim, o Capivari é o bairro mais turístico da cidade, e é onde algumas atrações citadas aqui estão localizadas. Além disso, é no centrinho de Capivari onde estão os principais restaurantes de Campos do Jordão, chocolaterias e lojas de souvenir. É um lugar só para pedestres, então é muito legal para passear de dia sem pressa, e para aproveitar a noite.

O único porém é que é um pouco difícil estacionar ali perto. Ou você paga cerca de R$20 de estacionamento, ou para um pouco mais longe na rua mesmo. Nós estacionávamos sempre na Av. Paulo Ribas e andávamos uns 5 minutos até o centrinho.

Roteiro de 3 dias em Campos do Jordão

Agora você já sabe o que fazer em Campos do Jordão, mas não sabe como montar um roteiro legal para aproveitar seu tempo na cidade da melhor forma? Então vou dar uma sugestão de roteiro que eu acredito ser a melhor opção, contando as atrações que eu conheci, claro!

Você pode assistir nosso vídeo no youtube para ver como foi nosso roteiro em Campos do Jordão e conhecer um pouquinho mais de cada atração, mas aí você vai perceber que a sugestão abaixo é um pouco diferente do que fizemos. E, claro, você pode alterar a ordem dos dias e até das atrações como achar melhor.

Dia 1 em Campos do Jordão

Minha sugestão é que você comece sua viagem para Campos do Jordão no teleférico que vai até o Morro do Elefante. Você sobe, dá uma olhada no mirante, visita o Parque dos Elefantes e depois desce no teleférico novamente. Ao descer, você estará no Capivari e pode aproveitar para passear um pouco pelo centrinho e, dependendo do horário, até almoçar. Se quiser sugestões de restaurantes, leia nosso post sobre onde comer em Campos do Jordão.

Depois disso, sugiro que você vá para o Pico do Itapeva, fazendo uma parada na Ducha de Prata – antes ou depois, quando preferir. No fim do dia, vale a pena voltar para o centrinho de Capivari, passear um pouquinho e jantar por lá. Sugiro a Choperia Baden Baden que, apesar de ser um local muito caro, é bem popular na cidade e uma ótima opção para aproveitar a noite.

Dia 2 em Campos do Jordão

No último dia você vai ter que acordar cedo, para chegar no Amantikir bem próximo do horário que ele abre, ou você vai ter que esperar por horas em várias filas. Sugiro que não deixe essa atração para o último dia, pois vi gente chegando mais tarde, não tendo coragem de enfrentar as filas e dizendo que voltaria mais cedo no dia seguinte.

Reserve entre 2 e 3 horas para conhecer os jardins com calma e fazer muitas fotos, já que o Amantikir é lindo! Saindo de lá perto da hora do almoço, encontre um bom restaurante e almoce antes da próxima atração que será a sobremesa.

Apesar de ser um pouco longe de tudo, vale a pena visitar a Fábrica de Chocolates Araucária, onde você consegue ver (de longe) o processo de fabricação e ainda pode conhecer um pouco mais da história dessa maravilha dos deuses em um pequeno museu que há lá dentro. Também há uma loja onde você pode comprar os doces fabricados ali.

Saindo da fábrica, ainda vai sobrar boa parte da tarde e a noite inteira para visitar outras atrações, passear mais um pouco pelo centrinho de Capivari, comprar lembrancinhas ou mesmo descansar um pouco.

Dia 3 em Campos do Jordão

Para o terceiro dia, minha sugestão é combinar o Palácio Boa Vista, o Museu Felícia Leirner e o Mosteiro de São João, já que eles estão próximos um dos outros e um pouco afastados do Capivari.

Sobre a ordem de visitação, vai depender dos seus interesses e do horário que você quiser começar o dia. O principal atrativo do Mosteiro de São João, é o canto das Monjas Beneditinas que acontece às 17h45 (confirme o horário, pois nunca se sabe quando pode mudar!), então eu acho que vale a pena ir lá por volta das 16h30.

Porém, o Museu Felícia Leirner tem um pôr do sol muito bonito, então pode ser que você queira ficar lá para assistir — e, nesse caso, não vai conseguir ver o canto no mosteiro. E, por fim, o Palácio Boa Vista tem uma péssima logística para quem quer visitar (se não leu sobre ele acima, sugiro que leia!), e é preciso se programar direitinho e reservar um bom tempo para esse passeio.

Minha sugestão: deixar a manhã livre para fazer o que quiser ou colocar outra atração que não está nessa lista e depois almoçar. Chegar ao Palácio Boa Vista por volta de 13h e já entrar na fila, para conseguir uma senha para as 14h ou perto disso. Se conseguir a senha para esse horário, antes das 15h você já terá terminado a visitação e já pode ir para o Museu Felícia Leirner, e é bem tranquilo conhecê-lo entre uma hora e meia e duas horas. Saia de lá por volta das 17h e vá para o Mosteiro de São João, dê uma volta pelo local, vá na lojinha e depois assista ao canto.

Saindo do Mosteiro, escolha um local para jantar e aproveite sua noite. Minha sugestão é aproveitar esse dia para curtir um rodízio ou sequência de fondue.

O que não falta é o que fazer em Campos do Jordão, e dá para curtir um fim de semana prolongado com várias atrações incríveis, se divertindo e, ao mesmo tempo, descansando bastante! Gostou das dicas? Que tal compartilhar nas redes sociais ou enviar o link desse post para as pessoas que vão viajar com você?


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

Escreva um comentário