Quem não sonha com uma viagem de cruzeiro pelo mundo? Planejar uma viagem é uma delícia e realizar o sonho de viajar em um cruzeiro pela primeira vez é ainda mais gratificante. Por isso, nem pensar deixar acontecer algo que possa estragar tudo.

É comum ter dúvidas se você nunca fez uma viagem de cruzeiro. Isso porque existe muita coisa envolvida nesse tipo de viagem e são muitos detalhes para ficar atento. Os imprevistos acontecem, mas você pode evitá-los se já souber como um cruzeiro funciona e assim consegue aproveitar ao máximo essa experiência.

Portanto, preste atenção nas dicas para fazer o primeiro cruzeiro que daremos a seguir e sane todas as suas dúvidas antes de embarcar nessa nova aventura. Confira:

Primeira viagem de cruzeiro: como se programar?

Se você ainda não tem nada planejado para a sua viagem de cruzeiro, o primeiro passo é escolher uma data, um destino e o tempo que deseja passar a bordo. Existem vários portais de viagens de cruzeiros online, como o Logitravel, que oferecem essas informações, assim como a contratação de um pacote completo por preços excelentes e facilidades de pagamento.

Como será a sua primeira vez, a dica é escolher uma cruzeiro mais curto, com pouco tempo a bordo, em caso de você não se adaptar logo de primeira ou passar mal.

Com o seu itinerário em mente, compare bem os preços entre as diferentes companhias marítimas. Muitas delas oferecem pacotes parecidos, com um ou outro diferencial no roteiro, dependendo do navio.

Vasculhe todas as informações possíveis antes de escolher o navio e fechar sua viagem, como:

  • porto de embarque;
  • faixa etária;
  • localização da cabine (interna, externa, com varanda);
  • restaurantes e bares à bordo;
  • atividades oferecidas;
  • infraestrutura;
  • pacotes de bebida inclusos;
  • internet;
  • paradas e excursões, etc.

Há várias maneiras de economizar na sua reserva, com pagamentos antecipados de passeios, pacotes de bebidas, serviços inclusos e escolha de cabines. Por isso, pesquise bastante os valores reais de uma viagem de cruzeiro antes de fechar o seu. Caso encontre o que lhe agrade, faça a sua reserva o quanto antes e garanta o seu lugar na viagem!

Passeios e Excursões nas viagens de cruzeiro

Em geral, os roteiros oferecem passeios e excursões nos locais de parada. O ideal é se programar e pagar por eles antecipadamente, pois comprar dentro do navio pode ser mais caro.

Dependendo do destino, é possível se virar com transporte local e fazer os passeios por conta própria. O que não vai faltar é guia local oferecendo passeio, basta saber se compensa contratar na hora.

Documentos para uma viagem de cruzeiro

As viagens dentro do Brasil podem ser feitas apenas com um RG válido, expedido há menos de 10 anos, ou qualquer outro documento de identificação com foto, válido em território nacional (CNH, OAB, CREA e CRM).

Caso o cruzeiro tenha embarque/desembarque na América do Sul, exige-se o RG ou passaporte com validade mínima de sete meses. Já os destinos internacionais em outros continentes podem exigir visto de entrada e passaporte. Então, verifique as exigências antes de embarcar.

Em alguns países onde o visto é necessário no aeroporto, pode haver acordos que excluem a apresentação de passaporte e visto no embarque/desembarque portuário. De qualquer forma, carregue o seu passaporte com você em todas as paradas em um porta-passaporte sob a roupa.

Formulários preenchidos na reserva e check-in, além de comprovantes e vouchers de excursões contratadas, hotéis e carros alugados, são importantes e devem ser impressos e guardados em uma pasta. Toda cabine oferece um cofre para guardar este tipo de coisa em segurança. Portanto, não custa nada ter com você, em caso de qualquer emergência.

Medicamentos e Restrições Alimentares

Muita gente pode se sentir mal na primeira viagem de cruzeiro, principalmente quando o navio costuma aumentar a velocidade para chegar na próxima parada mais rapidamente.

Sendo assim, além dos seus medicamentos habituais, leve também remédios “for motion sickness” ou pulseiras anti enjoo. No caso de alguma restrição alimentar, as empresas marítimas disponibilizam opções específicas, mas que devem ser avisadas o quanto antes.

  • O seguro viagem também é indispensável em uma viagem de cruzeiro, viu? Além de serviços médicos, o seguro também oferece cobertura a danos com as malas, suporte em caso de perda ou roubo de cartões e documentos, entre outros benefícios.
  • Mas é preciso escolher um seguro específico para cruzeiros! Faça sua cotação no site da Seguros Promo com 5% de desconto. Em “Destino” escolha “Marítimo” ao invés de selecionar um continente. 

Serviços Inclusos e Despesas Extras

cruzeiro navio

No momento da reserva, alguns itinerários informam os serviços que estarão ou não incluídos no navio. Além disso, quando a reserva é confirmada, a pessoa recebe todo o material de embarque com essas informações.

Normalmente, a maioria dos navios inclui as refeições diárias, limpeza da cabine e participação em atividades, além de acesso às áreas comuns do navio (exceto exclusivas). Todas as atividades a bordo são informadas em um jornal Diário de Bordo, distribuído em todas as cabines.

Existe também a possibilidade de tornar o seu pacote “All inclusive”, para evitar o pagamento de despesas extras com bebidas alcóolicas. Os pacotes de bebidas são cobrados por todos os hóspedes da cabine, e devem ser contratados antecipadamente, com a possibilidade de parcelamento.

No caso de bebidas, algumas companhias permitem que os passageiros levem garrafas de vinhos, mas é preciso verificar as regras com relação a quantidades.

Outros serviços, como restaurantes especiais, pacote de internet, tratamentos no spa, lavanderia e salão de beleza, são pagos à parte, além de passeios, transporte e compras dentro no navio.

Neste caso, a cobrança será em dólar ou euro, sempre com taxa e valor mais alto que normal, sendo que alguns navios não parcelam. Os vouchers de restaurantes de especialidades pagos à parte podem ser adquiridos antecipadamente mediante reserva de dia e horário que você desejar.

O valor da internet dentro do navio também é alto e a velocidade ruim, dependendo da operadora e local de viagem. O ideal é não utilizar ou utilizar apenas usar em caso de emergências ou próximo às paradas em terra.

Dinheiro e cartão de crédito

Normalmente, todas as despesas dentro do navio serão pagas com um cartão de crédito internacional.

Após o embarque, o hóspede deve registrar um cartão de crédito por cabine ou realizar um depósito inicial de valor mínimo por pessoa, dependendo da moeda vigente no cruzeiro (dólar ou euro). Esse depósito inicial terá que ser refeito durante o cruzeiro toda vez que o valor for ultrapassado.

Para os eventuais gastos no navio você receberá um cartão de bordo que vai servir para tudo: dinheiro, chave da cabine e identificação. Portanto, guarde-o com segurança e tenha ele sempre com você.

O dinheiro em espécie só é exigido no cassino e para eventuais gorjetas de serviço de quarto, principalmente para cruzeiros em território americano.

Já as gorjetas obrigatórias (valor diário, por pessoa), são adicionadas ao valor final do cruzeiro.

Bagagens: o que levar ou não para o cruzeiro

Procure levar apenas o necessário, pensando sempre em vestir-se de acordo com a viagem, não se esquecendo dos locais de parada. Além disso, considere a programação dentro do navio, atentando para os diferentes níveis de “dress code”, como jantares com o capitão e restaurantes mais ou menos formais.

Tente ao máximo não levar coisas demais, pois as cabines são menores do que se imagina e o limite de bagagem é de 90 kg.

Não se esqueça de verificar antes o que está ou não incluído na cabine. Itens como secador, ferro de passar roupa ou chapinhas não são permitidos a bordo, assim como objetos perfuro-cortantes, pontiagudos, velas ou arma branca.

Evite também levar sapatos de salto, pois são perigosos. E não se esqueça de agasalhos, pois o navio funciona com o ar condicionado ligado 24 horas por dia.

Uma mala de mão ou mochila é sempre bem vinda. Equipe-a com chinelo, uma troca de roupa, protetor solar, medicamentos de uso contínuo e tudo mais que julgar necessário, pois as malas demoram a chegar na cabine no dia do embarque, e você vai poder aproveitar o navio logo que chegar, sem se preocupar com isso.

Embarque e desembarque no navio

Para não arriscar perder a viagem, se programe para chegar no porto com até 4h de antecedência da saída do navio. O check in é feito no balcão da companhia marítima dentro do terminal de embarque, com horário limite (informação no voucher do cruzeiro).

Você será chamado para entrar de acordo com seu tipo de cabine, sendo que as cabines de categoria superior têm preferência no embarque. Alguns navios tiram foto antes da entrada e acabam atrasando a sua entrada a bordo, mas não é obrigatório, além de ser pago.

Somente entregue as malas aos funcionários identificados pela companhia marítima. As bagagens precisam estar etiquetadas com os adesivos fornecidos junto com o voucher do cruzeiro. Recomenda-se identificá-las também com algum item pessoal (fita colorida) para facilitar a sua identificação. Algumas horas depois do embarque sua bagagem será depositada em frente à sua cabine.

Para o check out, siga à risca as instruções de como proceder para não enfrentar filas extensas ou atrasar o navio.

Na noite anterior ao desembarque, você receberá o extrato de suas despesas a bordo que deve ser quitado até o dia seguinte antes do desembarque, caso conste divergências, se dirija à recepção.

Arrume suas malas no dia anterior, de acordo com o horário exigido pela empresa. Elas deverão ser lacradas e colocadas do lado de fora da cabine, pois os funcionário irão pegá-las. No horário marcado, você será chamado para o desembarque.

Pronto! Agora você já tem todas as informações mais importantes sobre viagem de cruzeiro e está mais que preparado para enfrentar a sua mais nova aventura a bordo do cruzeiro dos seus sonhos. Boa viagem!

  • Este é um guest post, escrito por Rafael Querido do blog Triplover. O blog é focado em viagens de cruzeiro e vale a pena conhecer para se informar ainda mais!

Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

10 Comentários

  1. Queremos muito fazer uma viagem de cruzeiro e seu texto nos ajudou muito. Parabéns Débora e muito obrigada.

    • Débora Resende Responder

      Fico feliz que as dicas do Rafael tenham ajudado! Obrigada pelo comentário =)

  2. Gabriela Torrezani Responder

    Nunca fiz uma viagem de cruzeiro mas estamos pensando justamente em embarcar nessa aventura pra comemorar nosso aniversário de casamento. Suas dicas estão sendo essenciais, obrigada!

  3. Aqui em casa adoramos cruzeiros, nossos filhos então nem se fala, Pretendemos fazer o próximo para o Alasca partindo do Canadá. Adorei as dicas, mesmo já tendo viajado de navio vi coisas que ainda não tinha pensado :).

  4. Um dos meus sonhos é fazer um cruzeiro e agora com suas dicas me deu mais vontade. Obrigada … já vou me animar rs

  5. Angela C S Anna Responder

    acredita que eu ja quis trabalhar em cruzeiro: ia viajar muuito mas trabalharia q nem uma condenada hauehaue garanto que deve ser o maximo, quem sabe faremos um cruzeiro ano que vem

Escreva um comentário