O New York City Pass é um passe turístico que te permite conhecer 6 das principais atrações da cidade de Nova York, economizando tempo e dinheiro. Seu valor é inferior ao preço total dos ingressos comprados separadamente e você só precisa fazer uma compra, evitando filas e perda de tempo nas bilheterias. Já tem um post super detalhado sobre o passe aqui no blog, mas hoje vou contar especificamente sobre a minha experiência.

Será que é fácil usar o New York City Pass? Será que realmente vale a pena?

Como comprei o New York City Pass?

Eu recebi o meu CityPass como cortesia da própria empresa, para que eu pudesse testar e compartilhar minha experiência com vocês. Porém, eu estava viajando com mais 3 pessoas e, por indicação minha, elas compraram o passe delas no WePlann, site que é parceiro do blog e que eu sempre indico para vocês também!

Elas fizeram a compra pelo site, que é super intuitivo e todo em português. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito, sem cobrança de IOF e com a possibilidade de parcelamento sem juros! Outra opção é pagar em dinheiro vivo lá mesmo em Nova York, em qualquer CVS ou 7Eleven, e essa foi a opção escolhida por elas.

Quando você faz a compra pelo site, o WePlann te envia um e-mail com um código de confirmação que você precisa para fazer o pagamento pessoalmente. Informamos o número, fizemos o pagamento e alguns minutos depois chegou outro e-mail com o E-ticket, que vem em anexo com um código de barras. Apresentamos esse ticket na bilheteria da estátua da liberdade, que foi a primeira atração que visitamos e lá eles nos deram o “bloquinho” do CityPass com todos os ingressos.

Com o bloquinho em mãos, não precisamos mais passar na bilheteria de nenhuma atração, o que nos ajudou a poupar bastante tempo durante nossos passeios. Se não me engano, em duas atrações precisamos trocar o ticket pelo ingresso, mas era em uma fila específica do CityPass, que estava vazia e foi super rápido!

new york city pass

Como foi usar o New York City Pass?

Eu já havia usado o City Pass em outras cidades e eu sempre gostei muito dessa praticidade de só precisar passar pela bilheteria uma vez e, claro, da economia que o passe proporciona. Eu achei que valeu super a pena, porque praticamente todas as atrações que queríamos fazer estava incluídas e não gastamos quase nada com passeios além do passe.

Usar o New York City Pass foi muito prático! Eu já estava com meu passe, mas minhas companhias de viagem trocaram o E-ticket do WePlann pelo passe na primeira atração. Depois disso, só tínhamos que andar sempre com o bloquinho, pois nossos ingressos estavam ali.

Chegando nas atrações nós mostrávamos o nosso passe e tínhamos que destacar o ingresso específico e entregá-lo ao funcionário do local ou passá-lo em uma máquina antes de entrarmos. O procedimento varia de atração para atração, mas é o mesmo que qualquer pessoa precisa fazer, independentemente do tipo de ingresso — você não precisa fazer nada a mais por estar usando o New York City Pass.

Em quais atrações usei o New York City Pass?

Aqui no blog já tem um post específico sobre o New York City Pass, contando detalhadamente como funciona, quais atrações estão incluídas e tudo mais. Resumindo, você pode escolher 6 entre 9 atrações em New York.

new york city pass

As que eu escolhi visitar foram:

  • Estátua da Liberdade e Elis Island;
  • Empire State;
  • Top of the Rock;
  • Museu de História Natural;
  • The Met (Metropolitan Museum of Art);
  • Intrepid Sea, Air & Space Museum.

Todos esses locais estão entre os principais pontos turísticos de Nova York e vale muito a pena visitar todos eles. Meus favoritos foram a Estátua da Liberdade, o Empire State e o Museu de História Natural — este último eu já conhecia mas amei visitar novamente.

O museu do ar, mar e espaço eu só visitei porque estava incluído no passe, mas foi uma surpresa muito agradável e eu gostei demais. Lá nós entramos em um submarino e em um navio (de verdade!) e aprendemos um pouco sobre estes meios de transporte, além de aviões, astronautas e muito mais. O Top of the Rock é lindíssimo e bem diferente do Empire State e, na minha opinião, vale sim a pena visitar os dois. O Met é um dos principais museus de arte do mundo e a estátua da liberdade não precisa nem falar nada, né?

Se eu tivesse comprado esses ingressos separadamente, o valor total seria aproximadamente 180 dólares (+ o imposto que é cobrado separadamente). Atualmente, o passe custa cerca de 130 dólares, o que gera mais de 50 dólares de economia! Então, sim! Para mim, valeu muito a pena usar o New York City Pass.

 


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

5 Comentários

  1. oi, Débora! Tudo bem? Muito bom o seu post 🙂

    Me tira uma dúvida.. em quantos dias você fez os passeios do City Pass? Vou passar só dois dias na cidade e queria ter uma ideia se vale a pena investir no passe, se teria tempo suficiente pra fazer os 6 passeios

    • Débora Resende Responder

      Oii! Tudo ótimo e você? Obrigada pelo elogio =)
      Eu fiz os passeio ao longo dos meus dias em Nova York, fui fazendo aos poucos e alternando com outros.
      Se eu tivesse dois dias eu faria no primeiro Estátua da Liberdade (saindo na primeira balsa do dia) + Intrepid Museum (ou 9/11 memorial)+ Empire State (e iria pra Times Square a noite) e no segundo faria Museu de história natural (+ uma passadinha no Central Park) + MET + Top of The Rock.

      Ficaria um pouco corrido e você teria que acordar bem cedinho e ter pique para passar o dia todo na rua, mas não tem outro jeito se você quiser aproveitar bastante em dois dias =)

      Boa viagem!

  2. Olá. Muito legal e instrutivo seu post. Estou pensando em viajar no final de julho/19. Pensamos em 6 dias de estadia. O objetivo da viagem é fazer o enxoval de bebê. Mesmo assim vale a pena o city pass? Quantos dias é o ideal para dedicar ao city pass para ir em todas as atrações?

    • Débora Resende Responder

      Em 3 dias eu acredito que dá para fazer as atrações do City Pass com calma! =)

Escreva um comentário