O que fazer em Florença, capital da região da Toscana, na Itália? Considerada uma das cidades mais belas do mundo, é também uma da mais visitadas pelos brasileiros no país. Ela está muito bem localizada, a pouco mais de uma hora de trem de Roma, Pisa e Milão e a pouco mais de duas horas de distância de Veneza

Eu passei dois dias por lá e acredito que esse seja um tempo suficiente, já que a cidade não é muito grande e praticamente todas as atrações estão bem próximas. Além de linda, Florença é riquíssima culturalmente, considerada o berço do Renascimento e tem muita coisa legal para fazer. Andar pela cidade e por suas ruas estreitas já é um passeio muito gostoso. Se quer saber quais são os principais pontos turísticos, continue lendo:

o que fazer em florença

O que fazer em Florença?

Centro histórico

O centro histórico de Florença é onde se concentram suas principais atrações. É um lugar muito tranquilo, gostoso de andar e com uma arquitetura incrível. Na minha opinião, a melhor forma de se locomover por ali é a pé, prestando atenção nos detalhes e tentando ver tudo de tão lindo que há na capital da Toscana.

É ali onde você encontrará a maioria dos museus de Florença, vários restaurantes e um mar de turistas.

Duomo de Florença

o que fazer em florençaO Duomo de Florença é um dos mais lindos que eu já vi! A Catedral de Santa Maria del Fiore começou a ser construída em 1296, tem 114 metros de altura e é cheia de detalhes, muito bem feitos. Reserve uns bons minutos no seu roteiro só para ficar admirando a catedral do lado de fora.

A entrada no interior do Duomo é gratuita, mas as filas costumam ser enormes! Também é possível visitar a Cúpula de Brunelleschi, o Campanário de Giotto, a Cripta e o Batistério, comprando um único ingresso por aproximadamente 10 euros.

Piazza della Signoria

o que fazer em florença

A Piazza de la Signoria é a praça central de Florença, onde se localiza o Palácio Velho, que atualmente é a sede da prefeitura. Lá dentro, existe um museu de artes. Ainda na praça, você encontra o museu mais famoso da cidade, chamado Galeria Uffizi.

Ponte Vecchio

o que fazer em florenca

A ponte mais famosa de Florença é linda e conta com várias lojas em sua extensão. Atravessar a ponte já se tornou uma atração na cidade, mesmo entre os turistas que não querem fazer compras. Lá de cima a vista é linda e este é um de seus principais atrativos!

Museus em Florença

O que não falta em Florença são museus, principalmente de arte! Eu não visitei nenhum, porque museus de arte não são minhas atrações preferidas, mas a cidade é o paraíso para quem curte esse tipo de passeio. Os museus de Florença abrigam obras de artistas importantíssimos, como Da Vinci, Michelangelo e vários outros.

Os principais museus de Florença são:

  • Galleria degli Uffizi;
  • Museu Galleria dell’Academia;
  • Palazzo Vecchio;
  • Palazzo Piti;

Onde ficar em Florença?

Escolher uma hospedagem bem localizada faz toda a diferença em uma viagem, e em Florença isso não será diferente. Como a cidade não é tão grande e o transporte público não é tão eficiente quanto o das cidades grandes (que possuem inúmeras linhas de metrô, por exemplo), minha sugestão é que se hospede o mais próximo possível do centro histórico. O ideal é ficar em um local onde você consiga fazer tudo (ou quase tudo) a pé, afinal, essa é a melhor maneira de curtir as belezas de Florença.

Se você selecionar o Centro Histórico de Florença em sua busca no Booking, verá que o site considera uma grande região, que inclui o centrinho onde estão as principais atrações, a estação de trem e até mesmo um pedaço da cidade que fica do outro lado das pontes (que, inclusive, foi onde eu me hospedei).

Sugiro que busque no Booking e no Airbnb (ganhe R$130 reais de crédito no Airbnb). Eu preferi fazer a reserva de um “studio” pelo Airbnb, pois o preço estava mais atrativo. Infelizmente este studio em específico não está mais disponível, por isso não tenho como indicá-lo. Mas o Booking também tem centenas de opções para todos os bolsos.

Onde ficar em Florença $ e $$

Florença é uma cidade que não aparece tanto no roteiro dos mochileiros, mas existem diversas opções bem econômicas e bem avaliadas por lá. O Hostel Gallo D’oro, por exemplo, tem nota 9 no Booking e camas em quartos compartilhados por cerca de 30 euros por noite. Ele não está tão centralizado, mas acho que compensa muito. Outra opção econômica e bem avaliada é o Hostel Santa Monica, que tem camas por pouco mais de 20 euros e está muito bem localizado.

Para quem busca opções baratas com um pouco mais de privacidade, sugiro o Loggia Fiorentina ou o B&B Firenze Lorenzo&Lorenzo. Ambos possuem notas excelentes no Booking, têm quartos duplos a partir de 60 euros e estão bem localizados (cada um em um “canto” do centro histórico). Por fim, outra opção simples e barata, que está há 200 metros da estação de trem, é a II Ghiro Guest House.

Onde ficar em Florença $$$

Também é possível encontrar opções “médias” em Florença, com um pouco mais de conforto e custando em torno de 100 euros para duas pessoas. O Affittacamere Nel Cuore Di Firenze é muito avaliado e tem uma localização in-crí-vel, estando quase dentro das atrações turísticas de Florença. O Hotel Fiorino também está muitíssimo bem localizado, a 5 minutos andando até a Ponte Vecchio. Dei Mori é um bed and breakfast com uma ótima avaliação e super próximo das atrações da cidade. Por fim, outra excelente opção é o II Gattopardo.

Acredito que estas são as opções com melhor custo benefício, principalmente para quem viaja em casal. É possível encontrar quartos privativos, inclusive com banheiro, por uma média de 50 euros por pessoa, em localizações muito melhores que os hostels.

Onde ficar em Florença $$$$ e $$$$$

Para quem quer (e pode) investir em uma excelente hospedagem, com muito conforto e luxo, Florença oferece muitas opções incríveis. Localização excelente, quartos lindíssimos e notas excepcionais no Booking são algumas das características dos hotéis que custam a partir de 150 euros a diária — boas opções para quem curte turismo de luxo ou para casais em lua de mel.

Algumas opções que achei bem interessantes pelo custo benefícios são o Uffizi Harmony, o Relais Piazza Signoria (com vista para o Palácio Velho!!) e o Residenza Magliabechi.

Só por curiosidade, o hotel mais caro de Florença é o Four Seasons, com diárias de até 10 mil euros!!!! Vocês também têm mania de ficar procurando na internet por lugares e coisas que você nunca vai ter dinheiro (ou coragem) para pagar? ?

O que e onde comer em Florença?

Gelato na gelateria La Carraia

Normalmente eu não indico restaurantes aqui no blog, mas em Florença existem dois lugares que eu amei e acho que vale muito indicar. Os gelatos italianos são super famosos e não é atoa, são deliciosos! O mais gostoso que tomei no país foi em Florença, na Gelateria La Carraia. Experimente o máximo de sabores que puder, vale a pena! Fica localizada em frente à ponte alla Carraia.

Massas e bisteca fiorentina no Ristorante e Pizzeria Dante

Para almoçar ou jantar, indico o “Ristorante e Pizzeria Dante“, localizado bem perto da gelateria. É um lugar bem pequeno, mas muito aconchegante, com um ótimo atendimento e comida gostosa. Quando for a Florença, não deixe de experimentar a Bisteca a  fiorentina, um prato típico da cidade.

  • Vai conhecer a capital italiana também? Então veja um roteiro de 3 dias em Roma, no blog Fui ser viajante!
  • Aproveite para conhecer um pouco mais do Vaticano e suas atrações no blog D&D Mundo a Fora!
  • Ainda, conheça mais sobre os passeios guiados em Roma, no blog Roma para você!
  • Pensando em fazer um bate-volta a partir de Florença? Veja o que fazer em um dia de tour para Pisa, no blog Ares do Mundo!

 


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

8 Comentários

  1. Uma das minhas cidades italianas favoritas. A visitei 2 vezes e preciso voltar, pois deixei muita coisa para tràs.
    Diria que, para passar pelos pontos principais 2 a 3 dias estao ok. Para entrar em cada museu, em cada casa de antigas senhorias, para apreciar cada cantinho da cidade, cada obra de arte, pelo menos 2 semanas.

Escreva um comentário