fbpx

Dezembro e janeiro são meses de férias de grande parte dos brasileiros e, por isso, são meses que muita gente planeja ir para a Europa. O problema (ou não) é que esses são os meses mais rigorosos do inverno europeu, coisa que ninguém que vive nesse país tropical está acostumado. O frio é intenso, pode nevar e a temperatura muito facilmente ficará abaixo de zero grau.

Geralmente, o frio começa em outubro – no outono -, se intensifica no inverno e o tempo começa a esquentar em março. Então, mesmo que você fuja dos meses de dezembro e janeiro, ainda existem grandes chances de pegar muito frio no inverno europeu. Alguns países são mais frios e outros tem a temperatura mais agradável, então você pode adaptar seu roteiro de acordo com os meses e o clima de cada país.

Viajar para a Europa no inverno tem seus pontos negativos, mas isso não é motivo para se desesperar, nem desistir da viagem. Se você estiver preparado para as baixas temperaturas, irá aproveitar muito a viagem! Quer saber quais são as vantagens e desvantagens e como se preparar para o inverno europeu? Então anote as dicas!

Pontos negativos de viajar no inverno europeu

É chato lidar com as roupas

Sua mala ficará bem mais pesada e cheia, porque você precisará levar as roupas adequadas, que são bem espaçosas. Casacos, botas, cachecóis… Tudo isso ocupa um espaço que nem dá para acreditar.

Além disso, você vai gastar um bom tempo se vestindo antes de sair, e as várias roupas de inverno te deixarão um pouco desconfortável. Sem falar que esse tipo de roupa costuma ser bem caro aqui no Brasil, mas se deixar para comprar lá, talvez você passe um pouco de frio nos primeiros momentos.

inverno europeu

Os dias são mais curtos

No inverno, os dias geralmente são mais curtos. Na maioria dos países, às 16h já está escurecendo — enquanto no verão os dias ficam claros até as 21h. Por isso, para aproveitar ao máximo no inverno, é preciso acordar cedo se você quiser conhecer a cidade à luz do sol. Isso sem falar que muitas atrações fecham ao anoitecer, então o tempo “útil” do dia é bem pequeno nessa época do ano.

Alguns destinos e atrações podem estar indisponíveis

A não ser que esteja nevando muito, é difícil as atrações principais de uma cidade fecharem no por causa do frio. Porém, algumas cidades “morrem” no inverno. É o caso das ilhas gregas, por exemplo, que perdem seus atrativos para o frio e a maioria dos hotéis e restaurantes se fecham nessa época do ano. Além disso, se forem cidades que vivem do turismo e do verão, provavelmente as pessoas que moram ali estarão fora e quase não haverá turista, então estes destinos ficam muito vazios e quase não há o que fazer.

Atrações como voo de balão podem ser canceladas se estiver ventando muito (mas isso pode acontecer em qualquer estação do ano) e se o tempo estiver ruim, até mesmo os voos de avião podem ser cancelados.

Pontos positivos de viajar no inverno europeu

As cidades ficam mais vazias

No inverno, as cidades ficam mais vazias que no verão, já que os próprios europeus não costumam viajar tanto nessa época. Isso significa que você vai perder menos tempo em filas, vai encontrar as atrações menos lotadas e até mesmo hospedagem mais barata.

Mas não espere encontrar nada a preço de banana, principalmente se sua viagem for na época das festas de fim de ano. E, claro, cidades superpopulares como Paris, por exemplo, nunca ficam realmente vazias.

Você pode brincar na neve

Pode não ser um ponto positivo para todo mundo, mas existe a possibilidade de nevar, o que pode ser bem divertido. Além disso, existem algumas atrações que só podem ser feitas no inverno, como patinar no gelo e esquiar, por exemplo.

Mas se você quiser ver a neve, é preciso montar o roteiro pensando nisso, pois não é em qualquer região — nem em qualquer época do inverno — que você vai encontrá-la.

View this post on Instagram

❄❄ #snow #germany #travel

A post shared by Débora Resende (@blogfoconomundo) on

É a época das feiras de Natal

Outra coisa que só acontece no inverno europeu — ou em parte dele, em várias cidades, são as feirinhas de natal. Elas são supertradicionais em alguns países, como a Alemanha. Barraquinhas, comidas típicas, alguns brinquedos (como roda gigante e afins) e um clima natalino inesquecível.

Durante esse período, quase todas as cidades ficam enfeitadas para o Natal, o que as deixam ainda mais lindas!

A Europa está bem preparada para o inverno

No geral, a Europa está mais bem preparada para receber o inverno do que o verão. Todas as casas e hotéis/hostels costumam ter aquecedor, água quente nas torneiras e uma ótima infra estrutura para essa época do ano. Isso significa que você só vai sentir frio quando estiver na rua.

Já no verão, em qualquer lugar que estiver você vai passar calor, já que as temperaturas facilmente passam de 40 graus – e não há ar condicionado que refresque.

Dicas para “sobreviver” ao inverno europeu

Faça um bom seguro viagem

O seguro viagem é obrigatório para entrar na Europa e, se você não tiver, pode ser barrado na imigração. Além disso, no inverno ele é extremamente importante para garantir sua saúde. Você vai se expor a uma mudança de temperatura muito brusca, não só quando chegar lá, mas diariamente e várias vezes por dia.

Você entra em um lugar e está quente, então tira algumas camadas de roupa. Coloca tudo novamente e vai para a rua, onde vai estar frio. Essa situação geralmente acontece muitas vezes, e o choque térmico pode resultar em um resfriado bem chatinho. Isso sem falar na possibilidade de chuva e neve, que deixam os lugares muito escorregadios.

Então, vale a pena investir em um bom seguro viagem, para garantir que nenhum imprevisto estrague sua viagem. Se você ficar doente, a seguradora vai te indicar um hospital ou mandar um médico até sua hospedagem. Eles arcam com todos os custos de hospital e medicamentos, que não são nada baratos em terras europeias.

PARA TE AJUDAR, OFERECEMOS UM DESCONTO DE 10% NA REAL SEGUROS. É SÓ CLICAR AQUI!

A gente torce para nunca acontecer nada e conseguir aproveitar ao máximo a viagem. Mas é como dizem por aí, “o seguro morreu de velho!”

Dê preferência para as cidades grandes

Monte seu roteiro com cidades grandes e que tenham mais atrações fechadas que te interessem. As cidades grandes normalmente possuem uma estrutura um pouco melhor e mais coisas para fazer, mesmo no frio. Nas pequenas ou pouco turísticas, você provavelmente não vai encontrar muito o que fazer, principalmente durante a noite, e a viagem pode acabar sendo um pouco decepcionante.

Além disso, as cidades grandes normalmente possuem um sistema de transporte público melhor, então você não terá que gastar muito com táxi, nem caminhar tanto no frio.

Leve as roupas certas

O mais importante em uma viagem durante um inverno rigoroso é levar — ou comprar —as roupas certas. O ideal é ter peças que te permitam vestir em camadas, para que você possa estar bem agasalhado em lugares abertos e possa tirar algumas peças quando entrar em locais aquecidos.

Algumas peças importantes são:

  • Roupas térmicas/segunda pele (meias, calça e blusa);
  • leggins;
  • uma ou duas blusas de frio mais finas;
  • uma blusa de frio mais grossa;
  • um bom casaco, de preferência impermeável;
  • uma bota bem quentinha e impermeável;
  • luvas, cachecóis e toucas;

É claro que você pode adaptar essa lista de acordo com os destinos e a previsão de temperaturas dos locais que vai visitar. Em alguns países a mala vai precisar ser mais caprichada, enquanto em outros você só precisa levar o básico. Se for para o leste europeu, por exemplo, vai ser muito mais frio do que países como Portugal e Espanha.

Ah, e não se preocupe em aparecer com a mesma roupa em todas as fotos, afinal, não dá para levar um casaco por dia, né? O importante é estar bem quentinho. E, como você vai ter que repetir o “look”, o ideal é comprar um casaco de cor neutra que vai combinar com qualquer touca ou cachecol que quiser usar.

Roupas adequadas para o inverno europeu são muito caras aqui no Brasil, mas não dá para você chegar na Europa totalmente despreparado para o frio. Minha sugestão é que você compre pelo menos o básico antes de viajar, como algumas camadas de blusas de frio e segunda pele. Assim que chegar na Europa, corra para alguma loja de departamento para comprar as roupas térmicas, casaco e bota.

Prepare a necessáire

Além das roupas, alguns outros itens também são indispensáveis no inverno. São coisas que pouca gente pensa, mas que fazem toda diferença quando se está muito frio. Não se esqueça de levar bons hidratantes, principalmente um labial, e aqueles soros nasais. Muita gente fica com os lábios rachados e com sangramento no nariz, devido ao frio. A pele também fica muito mais ressecada!

Viajar para a Europa no inverno tem seu lado ruim e complicado mas, para quem mora no Brasil, é uma experiência super diferente e que vale a pena, pelo menos uma vez na vida! Se você estiver bem preparado, com um bom roteiro, um bom seguro viagem e as roupas certas, tenho certeza que irá aproveitar mais a viagem no inverno do que no verão!

 

Blogagem Coletivo #ViajandoNasQuatroEstações

– Destinos por onde andei… – Primavera emNova York
Mariana Viaja – Verão na Espanha: passeios em Barcelona e Madri
– Outro blog – Inverno em Banff | Montanhas Rochosas Canadenses
– A Casa na Mala – Qual a Melhor Época do Ano Para Viajar à Europa?
– Por aí com os Pires – Flórida no verão
– Família Viagem – As cores do outono em Seattle
– Pegadas na Estrada – Outonona Islândia, uma estação surpreendente!
– Viajonários – O que fazer na Califórnia no inverno
– O Melhor Mês do Ano – O que levar para o Atacama em cada estação do ano
– Escolho Viajar – Patagônia no verão – a melhor estação para a visitar
– Caixa de Viagens – Alpes italianos – onde curtir o inverno nas 5 cidades italianasmais charmosas, badaladas e com estações de esqui na região
– Vaneza com Z – 10 coisas para fazer no Verão em Salvador
– Cantinho de Ná – Como é New York na primavera
– Viagens que Sonhamos – Inverno na Serra Gaúcha
– A Path to Somewhere – 10 lugares para curtir o outono em Nova York
– Mochilão Barato – Mochilando no Inverno Europeu
– Viagens Invisíveis – Inverno em Malta, vale a pena?
– Alyssa Prado Blog – 6 Motivos para visitar Floripa no Inverno
– Viajando em Familia – Orlando no Verão ou Inverno?
– Apure Guria! – Sobrevivendo ao inverno na Nova Zelândia
– #KariDesbrava – Cinco lugares para curtir o frio no estado do Rio de Janeiro
– Ligado em Viagem – Dobel na Alemanha, muita neve na região de Baden-Württemberg
– Pequeno Grande Mundo – Em Manaus é verão o ano inteiro
– Destino Mundo Afora – Inverno na Serra Catarinense
– The Nat’s Corner – Verão Europeu: O Que Levar na Mala
– Lolepocket – 7 praias do Rio de Janeiro para curtir o verão como os cariocas
– Uma Senhora Viagem – Dois Outonos Diferentes na Europa
– Devaneios de Biela – As Cores e os Contrastes de Cartagena na Primavera
– Baianos no Polo Norte – 10 motivos para visitar Toronto no verão


Vai viajar? Faça suas reservas com nossos parceiros!

Fazendo suas reservas com as empresas parceiras, você não paga nada a mais por isso e ajuda o blog a se manter, pois a cada venda nós ganhamos uma pequena comissão. Dessa forma, podemos continuar produzindo conteúdo gratuito e te ajudando a viajar mais e mais! Só indicamos empresas de nossa confiança!
 
Author

Débora, 24 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele...

34 Comentários

  1. Olá Debora,

    Boas dicas. Em 2013/14 (dez/jan) Também fiz um roteiro pelas capitais:Madrid, Berlim, Praga e Paris. E aproveitei bastante e olha que o inverno naquele época não foi lá tão frio, mas não gosto do frio e já me sentia congelada.
    Algo muito bacana ao programar uma viagem durante o inverno na europa é montar roteiros gastronomicos. Aproveitar para degustar coisas que só temos durante esta época do ano.

    Abraços!

  2. Ótimo post, dicas valiosas! Moro em Toronto e posso atestar. As roupas que usamos fazem mesmo toda a diferença. Beijos

  3. Dicas imprescindíveis para resistir ao inverno europeu!
    Ainda mais essa dos hidratantes e soros nasais. Muita gente pode achar frescura, mas acabam sendo fundamentais quando se chega lá.

    Day (Lolepocket)

  4. Se eu já senti frio no verão em Londres e na Escócia, i m a g i n a no inverno!!!! Tenho vontade de conhecer por ser lindo, mas o frio me apavora hahahaha Mas suas dicas foram ótimas, se marcar alguma viagem por dezembro/janeiro vou lembrar de consultar esse post 🙂 <3

  5. Acho que o principal benefício do inverno é não ter que se preocupar mto com o look do dia… Sempre que viajo no frio, saio com a mesma jaqueta em todas as fotos da viagem hahahaha =P

    • hahahaha verdade! tem gente que acha ruim sair com a mesma roupa em todas as fotos, mas eu acho maravilhoso não ter que pensar em roupa rs

  6. ótimas dicas, o mais importante é o planejamento e adequação. se aquele é o período que você pode viajar,então se organize para aproveitar da melhor forma,né ? roupinha adequada ajuda muito e lá é possível encontrar boas ofertas.

  7. Detesto o inverno, mas acho que passar por ele na Europa é uma ótima experiência pra quem não está acostumado com frio muuuuito frio! rs É isso aí: várias camadas de roupa e conhecer o mundo no inverno!

  8. Eu, ao contrário da maioria dos brasileiros, adoro um inverno. Mas delqueles bem invernão mesmo!
    Lembro bem da primeira vez onde fui com minhas roupinhas de inverno daqui no hemisfério norte… Ê .. laiá… quase virei picolé!
    Lição aprendida! Roupa térmica já pula na mala, assim que penso em viajar no inverno… rsrsrsrs
    Adorei o post e as ótimas dicas!

  9. Uma boa dica para o inverno europeu são as meias e casacos de lã Merino. Eu uso as minhas o inverno inteiro e fico com o pé super quentinho. E se quiser também pode comprar palminha térmica que vende em loja de esportes de inverno. Que aí não fica andando com muitas camadas e o pé não fica dolorido e nem inchado de várias meias e sapato apertado.

    Muito boas dicas!

Escreva um comentário