Navigation Menu

Qual o melhor país para fazer intercâmbio?

Fazer um intercâmbio é o sonho de muita gente, e todo mundo que faz ama e recomenda muito! Eu mesma sempre digo que essa é uma experiência que todo mundo precisa viver pelo menos uma vez se tiver a oportunidade. É um momento para aprender um novo idioma, conhecer novas culturas, fazer novos amigos, amadurecer e passar por experiências incríveis e completamente diferentes.

Eu já fiz dois e tenho muita vontade de fazer outros. Sempre incentivo todos os meus amigos e leitores a fazer também. Mas tem uma pergunta que eu sempre escuto: "Qual o melhor país para fazer intercâmbio?" Essa é uma pergunta praticamente impossível de responder, já que vários fatores precisam ser levados em consideração.

Então, para me ajudar a te ajudar (risos), convidei alguns amigos para contar um pouquinho da experiência de intercâmbio deles. Talvez isso te ajude a escolher o seu preferido! Mas uma coisa eu tenho certeza: independente do país escolhido, seu intercâmbio vai ser incrível!!

Qual o melhor país para fazer intercâmbio?

Estados Unidos?


Meu primeiro intercâmbio foi nos Estados Unidos, um dos países mais populares entre os brasileiros. Era um grande sonho desde criança, queria muito ter feito high school lá, mas acabei indo somente com 18 anos para estudar inglês por 4 semanas.

Morei na Philadelphia, uma cidade que eu amo demais e foi uma das melhores experiências da minha vida. Fui junto com meu namorado e nós moramos em casa de família, vimos a neve pela primeira vez e fizemos muita coisa legal! Ainda tivemos a chance de conhecer a Disney e NYC. Morro de saudades dessa época!



Meu nome é Estela do blog Itinerário de Viagem e fiz um intercâmbio para aperfeiçoar meus conhecimentos na língua inglesa por um pouco mais de 2 meses em New York, no final de 2014. 

Escolhi a cidade porque eu já tinha o visto em mãos e um contato bem legal para me hospedar. Além disso, como no Brasil somos mais influenciados pelo inglês Americano, New York me pareceu perfeito para o meu objetivo. A cidade também me ofereceria uma grande gama de opções culturais e artísticas e não tive como ignorar a possibilidade de estar em NYC.

No final o saldo foi mais do que positivo! Falava em inglês o tempo todo (fugia dos brasileiros que sempre falavam em português), me saciei de arte e cultura e esta foi a minha primeira experiência de viagem sozinha! Amei tudo e faria tudo de novo!

Sérvia?



O meu segundo intercâmbio foi completamente diferente do primeiro. Fui para Belgrado, na Sérvia, fazer estágio em uma empresa de T.I (na área de marketing) pela AIESEC, quando tinha 20 anos. Passei 6 semanas lá, e depois ainda fiquei uns 3 meses na Europa para fazer um mochilão e ficar um tempo com meu namorado que também estava fazendo intercâmbio.

Foi uma experiência bem legal, em um país incrível — mas que eu não conhecia nada; com um idioma e até um alfabeto bem diferentes — eu me comunicava em inglês; e com as pessoas mais fofas e receptivas que já conheci. Ainda tive a oportunidade de viajar para Montenegro, outro país que eu não imaginava conhecer tão cedo.



Como eu disse, quando eu fui para a Sérvia meu namorado também estava fazendo intercâmbio. Ele foi para a Alemanha e morou lá por 1 ano e meio, em três cidades diferentes: Kassel, Freiberg e Bremen. Ele foi pelo Ciência sem Fronteiras e estudou alemão, fez um semestre de faculdade e depois um semestre de estágio.

"É um país muito bem localizado e que facilita a vida de quem quer conhecer outros lugares e culturas na Europa. Também gostei muito de conhecer de verdade o povo alemão, além dos esteriótipos. A cultura alemã é muito rica devido a tudo que já aconteceu por lá e é ótimo poder ver isso de perto."


China?


Olá pessoal, sou o Matheus, do Blog O Baú do Viajante, às vezes conhecido como o Matheus da China hehe. Fui pra gigante da Ásia em 2014, com 20 anos e vivi lá por 2 anos através do programa Ciência sem Fronteiras. Durante esse tempo aprendi mandarim e estudei engenharia ambiental, curso que fazia na época.

Se você procura desafios, conviver com uma cultura muito diferente e entender um dos maiores países do mundo, a China é sem dúvidas uma ótima escolha pra fazer intercâmbio. E já deixo a dica: não é só de escorpião que vivem os chineses.

O Matheus até escreveu um post aqui pro Foco no Mundo contando as experiências de um intercâmbio na China!

Austrália?


Meu nome é Luiza Metzker, morei em Perth, na Austrália, por 1 ano e 3 meses. Quando fui eu tinha 21 anos e comemorei meu aniversário de 22 anos lá, mas na idade mental eu fui com uns 17 e voltei com uns 35 (kkkkk).
                     
Fui pelo programa Ciência sem Fronteiras. Fiz 10 semanas de um curso preparatório para ingressar na faculdade de lá e depois cursei 2 semestres na Curtin University. Estudo Arquitetura e Urbanismo aqui no Brasil, e lá eu estudei Arquitetura em um semestre e Urbanismo e Design no outro semestre.

Amei de paixão a Austrália e acho que é o melhor lugar pra se fazer um intercâmbio, por que é um país de pessoas maravilhosas e que está muito preparado e muito aberto para receber imigrantes. Tem pessoas do mundo todo lá e eu sempre senti que todas essas pessoas estão incluídas na atmosfera do país de uma certa forma, nunca senti uma segregação.



Realmente me sentia confortável e tinha uma sensação de pertencimento com aquele lugar como nunca senti na minha vida. Tudo contribui pra isso: as pessoas que são bem tranquilas e estão acostumadas com estrangeiros, o clima que é parecido com o nosso, a língua — que apesar de ser língua inglesa, eles têm uma tolerância maior com os diferentes sotaques (acho que porque tem gente de tudo quanto é lugar no mundo).                    

E tive experiências e conheci lugares que nunca imaginei ter ou conhecer. Resumindo: amo de paixão a Aussieland <3

Canadá? Itália? França?

Somos Marcela Falco e  Nicolas Fontes, blogueiros do Diário de Navegador. Nós dois já fizemos intercâmbio de estudo e adoramos compartilhar nossas experiências com leitores de blogs!

Eu, Marcela, fiz um intercâmbio de high school em Abbotsford, no Canadá em 2011 quando ainda tinha 17 anos. Morei lá por 7 meses com uma host family. O Canadá é um dos países mais amigáveis do mundo e os intercambistas são sempre muito bem vindos.



Depois fiz um segundo intercâmbio de mais seis meses em Bolonha, na Itália, graças a um processo seletivo da minha universidade, quando eu tinha 22 anos. Dessa vez eu dividi apartamento com outros estudantes.

Enquanto eu estava na Itália, o Nicolas estava fazendo o mesmo intercâmbio de estudo de seis meses em uma universidade de Dijon, na França, e morou em na residência estudantil da universidade — com 21 anos.



Os três países foram incríveis para intercâmbio. O Canadá é um país super desenvolvido com uma cultura de curtir a família muito grande. Já a Itália e a França tem incríveis facilidades de viajar e muita cultura por metro quadrado. O fato de poder aprender um idioma diferente do inglês foi uma coisa que nos chamou a atenção e adoramos listar como um motivo.

Temos inclusive dois posts que listam alguns motivos para se fazer intercâmbio no Canadá e na Europa em geral.

Malta?


Eu sou a Cristiane Rangel, do blog Pequeno Grande Mundo. Fiz intercâmbio em Malta, um país-ilha tão pequeno que as cidades são como bairros para nós. Fiquei lá por 3 meses no ano passado, 2016, quando eu tinha 36 anos. 

Fui fazer curso de inglês intensivo lá, e fiquei hospedada no alojamento da escola em St. Julians. O que me fez escolher Malta, e o que considero bom para fazer intercâmbio, é o clima mais ameno (fui no inverno e não passei tanto frio, não há neve por lá) e a pouca presença de brasileiros, além de um custo mais baixo em relação a outros países como a Inglaterra, por exemplo. 

Malta foi colônia inglesa e, apesar de os mais velhos ainda manterem o idioma maltês, a maioria da população fala inglês.

África do Sul? Índia? Coréia do Sul? 

Caso você ainda não tenha visto, aqui no blog tem vários posts sobre intercâmbio, contando experiências bem diferentes em vários lugares do mundo. 

Deu para perceber que mesmo em países tão diferentes, todo mundo teve experiências maravilhosas com o intercâmbio? A escolha do país e até da cidade é muito importante, mas o principal é viajar com o coração e a mente aberta para o que vier. E quer saber de uma coisa, você vai voltar para casa completamente apaixonado pelo país e pela cidade onde você morar, sejam eles quais forem!

Conseguiu descobrir qual o melhor país para fazer intercâmbio? Ou pelo menos o seu preferido? Então deixa um comentário e conta pra gente qual é! E se você já fez ou vai fazer um intercâmbio em breve, conta também para onde foi e o que você achou :)

2 comentários:

Obrigada pelo comentário! Clique em "Notifique-me" se quiser receber a resposta por e-mail!

Siga! @blogfoconomundo