AméricaDestino RBBVDicas

Alguns motivos para se apaixonar pelo México

mC3A9xico243-9
O post de hoje foi escrito pela Paula Jacques, autora do blog “E agora, Paula?“, que foi para o México em 2008 e se apaixonou pelo país.

México? Mas por que o México?

Cancún
Era essa a reação quando eu contava que meu presente de quinze anos não foi uma festa ou uma viagem a Disney, e sim ao México. Depois da surpresa inicial, me zoavam perguntando se o motivo da viagem era o Chaves ou as novelas mexicanas, mas é claro que nenhuma das alternativas correspondia a meu verdadeiro interesse, para não dizer encantamento pelo país.

Ainda hoje, as pessoas não têm conhecimento aprofundado sobre as maravilhas do país da tequila. Mas lhes digo que não existe um lugar mais rico culturalmente, com as comidas mais diferentes, com as pessoas mais amáveis e patriotas que já tive a sorte de conhecer. Mesmo Cancún a cidade mais americanizada do México e mais famosa no mundo, é estereotipada e pouco explorada.

A Cidade do México é vibrante, agitada e mistura tanto a arquitetura antiga quanto a moderna. Contradizendo o que muita gente pensa, a cidade do México é limpa e muito arborizada. Há muito que se fazer, desde ir aos museus e a Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe até conhecer as maravilhosas pirâmides do sol e da lua na zona arqueológica. Antes de ir para o litoral, é uma obrigação aventurar-se pela eletrizante capital.

Acapulco
Depois de passar por duas cidades históricas, Cuernavaca e Taxco, enfim chegamos à bela Acapulco! Ok, você se lembrou do episódio do Chaves, não é mesmo? Mas toda a cidade foi reformada, inclusive o parque aquático que eu visitei é o mesmo das filmagens do seriado Chaves, só que em uma versão muito mais moderna e divertida. Vale muito a pena pagar o ingresso e passar o dia se divertindo nas piscinas, tobogãs e assistindo ao incrível show de golfinhos. Para que entendam melhor, Acapulco é dividida em duas partes, cidade alta e cidade baixa. A cidade baixa é onde ficam os bairros mais simples e as indústrias. A cidade alta é a parte turística, localizam-se os hotéis e resorts de luxo, as mansões dos milionários, boates e restaurantes temáticos. Confesso que fiquei apaixonada por cada canto que conheci, tem muita coisa para ver e fazer, passeios de barco, shows dos clavadistas, comidas típicas e deliciosas, música ao vivo com os tradicionais mariachis entre outras atrações que encantam e entretém. Acapulco, seu sobrenome é diversão!

Acapulco
Chichen Itza
E por último, mas não menos importante, me hospedei em uma das cidades mais seguras do México, chama-se Mérida uma das principais do estado de Yucatán e fica próxima aos parques arqueológicos e ao templo de Chichen Itza, lá tem a pirâmide de Kukulcán que é minha preferida (joga aí a foto no Google e confere essa beleza arquitetônica). Depois da parte histórica, hora de conhecer o mar do caribe, e não há palavras que descreva aquela belezura de mar e a areia branquinha. Sem falar na vida difícil que levei: acordava e tomava um super café da manhã, depois descia dois degraus e ia a praia, cansava do mar e ia para a piscina, depois passeava no centro comercial e como não poderia faltar também me aventurei pela noite caribenha. Na primeira noite fui a uma boate com música latina, dancei macarena no palco e deixei um tequileiro sacudir minha cabeça. Na segunda noite, fui a uma apresentação de piratas do caribe e na terceira, fui mergulhar em Isla Mujeres. Sem dúvidas, foram os dias mais lindos, emocionantes e inesquecíveis da minha vida. Se puderem ir, digo que a experiência será no mínimo sensacional! Viva MÉXICO!

Cancún


Acompanhe a Paula nas redes sociais: Blog “E agora, Paula?” | Instagram

ORGANIZE SUA VIAGEM COM OS PARCEIROS DO BLOG

Encontre os melhores hotéis através do Booking.com 
Ganhe desconto na primeira reserva de apartamentos por temporada no Airbnb 
Contrate seu seguro com 15% de desconto na Mondial Assistance (código AFILI2016)
Compare os preços das melhores empresas de seguro viagem na Real Seguros

0
Débora Resende
Débora Resende

Débora, 22 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele…

Leave a Comment