Navigation Menu

O que fazer em Istambul, na Turquia

Minha viagem a Istambul foi um dos maiores choques de realidade que já tive na vida. Eu já conheci e convivi com muitas pessoas mulçumanas (pessoas maravilhosas!), mas estar em um país mulçumano onde eu era minoria, e mulher, foi uma experiência bem diferente. Talvez eu fale sobre isso com mais detalhes em outro post, por que o assunto de hoje é outro. Mas foi incrível poder conhecer mais de perto uma cultura tão diferente, uma cidade tão linda!
Istanbul é uma cidade muito antiga, com mais de 2600 anos e antigamente era conhecida como Constantinopla. É a única cidade do mundo que está em dois continentes ao mesmo tempo. 
Eu passei 5 dias na cidade e deu para conhecer com calma tudo que eu queria. Me hospedei no Metropolis Hostel,
que é super bem localizado e tem um café da manhã bem gostoso. Escolhi me hospedar no bairro de Sultanahmet por ser mais central e perto das principais atrações turísticas. Eu achei a cidade muito bem estruturada, o transporte público é muito eficiente (você pode ir do aeroporto para o centro de metrô) e praticamente todo mundo fala inglês.


Aya Sofia

Aya Sofia ou Basilica de Santa Sofia foi construída em 537 para ser a catedral de Constantinopla. Já foi uma catedral católica, uma mesquita e desde 1935 é um museu. Ela é linda por fora e maravilhosa por dentro, cheia de detalhes e muito luxuosa! O ticket para visitar o interior da basílica custa 30 liras, em média 10 euros.


 Interior da Aya Sofia

Mesquita azul

Em frente a Aya Sofia você vai encontrar a Mesquita azul, uma das principais mesquitas de Istambul. A visita é gratuita e é um lugar lindo. Para visitar o interior da mesquita, os homens devem estar de calças e com os ombros cobertos e as mulheres devem estar com braços, pernas e cabeça cobertas. Antes de entrar você pode pegar emprestado um lenço para cobrir a cabeça, e, caso esteja com roupas curtas ou justas, eles emprestam uma espécie de vestido bem larguinho e comprido. Também não é permitido entrar de sapatos, então você deve pegar uma sacola e guardá-los. Mesmo com tantas regrinhas, vale a pena visitar o interior da mesquita e conhecer um pouco mais dessa cultura tão diferente. Cinco vezes ao dia, você irá ouvir o chamado para as orações na cidade inteira, e nesse horário apenas os muçulmanos podem ficar dentro da mesquita.

 Dentro da Mesquita azul, área reservada somente para homens.


Instruções: siga as regras de vestimenta, faça silêncio, siga as instruções dos funcionários.

Cisterna da Basílica

Ainda bem perto das duas atrações acima fica a Cisterna da Basílica, que é a maior cisterna de Istambul, com capacidade para armazenar até 30 milhões de litros de água. Hoje, claro, ela está desativada e se tornou uma das principais atrações da cidade. É um lugar bem diferente, subterrâneo, um pouco escuro e com várias colunas e algumas passarelas para que os visitantes possam andar pelo local. Se você acredita nessas coisas, jogue uma moedinha na "fonte dos desejos". O ticket custa 10 liras (mais ou menos 3 euros). Quando estávamos lá, eu e meu namorado brincamos que estávamos na câmara secreta haha :)


Torre de Gálata/ Ponte de Gálata

A torre de Gálata tem 67 metros e é um ótimo local para ver a cidade do alto. É possível dar uma volta inteira na torre e ver a cidade toda, as mesquitas e até a parte asiática. A subida é feita de elevador e o preço é 25 liras. Se você sair de Sultanahmet e for andando até a torre, você irá passar pela ponte de Gálata que é bem grande, tem alguns restaurantes, vários pescadores e passa por cima do Rio Bósforo

 Mesquita azul vista a partir da Torre de Gálata

Lado asiático

Cansou da Europa e quer dar um pulinho na Ásia? Você pode fazer isso sem sair de Istambul. Vá para a estação Eminönü (pode ir de tram) e pegue um barco em direção a Üsküdar. Você pode pagar com o cartão do tram mesmo. Esse barco irá cruzar o Bósforo e te deixar no lado asiático da cidade, em uns 20 minutos. Confesso que chegamos lá sem saber muito o que fazer e fomos andando meio sem rumo até onde pareceu a parte mais central do bairro. Vimos um mercado de peixes e frutas e algumas lojinhas.  Como estávamos meio perdidos e sem internet, acabamos indo embora bem rápido sem conhecer muita coisa. Se quiser mais informações e dicas sobre o lado asiático, de uma olhadinha nesse post do blog Esse mundo é nosso.


Rua aleatória no lado asiático de Istambul
Dentro do barco, voltando para o lado europeu. Vista do lado asiático.


Grand bazar

O Grand bazar é um mercado enorme, o maior e mais antigo do mundo, que vende especiarias, doces, roupas, bijouterias, souvenirs e mais um monte de coisas. Eu acho que é um local que vale muito a pena visitar, mas só vale a pena comprar lá se for algo muito específico que você não tenha encontrado em outro lugar. Eu comprei alguns doces e souvenirs, e depois vi que nas lojinhas perto da mesquita azul os doces custavam metade do preço que eu paguei. Além disso, um dos doces (que veio fechadinho em uma caixa) estava cheio de formigas e eu tive que jogar no lixo. Ah, se for fazer compras por lá, pode pechinchar sem medo.

 Entrada do Grand bazar
 Essa foi a melhor foto que tirei dentro do mercado :( Sorry!
Lokum, um doce típico da Turquia. É tipo uma bala de goma, feita de açucar e amido de milho com alguns "nuts". É uma delícia e muito tradicional!


Palácio de Topkapi e Palácio de Dolmabahce

Eu não visitei esses locais, mas são bem famosos e recomendados. Ambos foram residências de sultões e são abertos a visitas.

É claro que a cidade vai muito além e tem várias outras atrações e coisas legais para fazer. Mas, esses são os principais e mais famosos pontos turísticos, e na minha opinião são imperdíveis!

Conheça alguns Patrimônios mundiais da Unesco na Turquia, no blog Ligado em Viagem.

ORGANIZE SUA VIAGEM COM OS PARCEIROS DO BLOG
Encontre os melhores hotéis através do Booking.com 
Ganhe desconto na primeira reserva de apartamentos por temporada no Airbnb 
Contrate seu seguro com 15% de desconto na Mondial Assistance (código AFILI2016)
Compare os preços das melhores empresas de seguro viagem na Real Seguros

0 comentários:

Obrigada pelo comentário! Clique em "Notifique-me" se quiser receber a resposta por e-mail!

Siga! @blogfoconomundo