EuropaExperiências

As melhores experiências nas viagens de 2015

foconomundo-2
Faltam poucas horas para acabar o ano de 2015 e essa é a hora que a gente para pra pensar em tudo que aconteceu nesse ano e tudo que a gente quer para o próximo ano.
Eu passei quase metade do ano fora do Brasil, e tudo que eu vivi nesses meses, todas as novas experiências, fizeram de 2015 um dos anos mais intensos e incríveis da minha vida! Um ano de muito trabalho, aprendizado, muito sofrimento e felicidade, muitas saudades, muitas viagens e muita história para contar. E no fim, é isso que sobra, as lembranças e as histórias e tudo que a gente aprende. 
Como poderia ser ruim, um ano que começou em Londres? Eu passei a virada do ano em uma das cidades que mais amo, com uma das pessoas que mais amo e 2015 não poderia ter começado melhor!

Um vídeo publicado por Débora Resende (@deehre) em Jan 1, 2015 às 3:41 PST
Depois disso, voltei para o Brasil e passei 6 meses muito difíceis e focados. Era o último semestre da faculdade e eu sabia que assim que me formasse eu ia querer passar um tempo viajando. Então, como não sou rica como pode parecer, trabalhei de domingo a domingo, economizei cada centavo e corri muito atrás para conseguir realizar meus sonhos. Esses seis meses me fizeram desapegar um pouco das coisas materiais e eu aprendi a dar muito mais valor a cada momento incrível que vivi!
Em julho fui para a Alemanha e reencontrei meu amor, depois de 6 meses longe.

Conheci lugares maravilhosos que eu sempre via na televisão e pareciam tão distantes: Acrópole em Atenas, Santorini na Grécia, Capadócia na Turquia, Coliseu em Roma, o muro de Berlim na Alemanha, estúdios de Harry Potter na Inglaterra…

Fiz um estágio no exterior, em uma startup muito legal na Sérvia, um país que eu não imaginava conhecer tão cedo, mas amei! Clique aqui para ler mais sobre o intercâmbio

Belgrado, Sérvia
Depois de 20 anos tendo um quarto só meu, durante o intercâmbio eu dividi o quarto com tunisianas, brasileiras, russas e uma portuguesa. Foi um pouco difícil, mas foi muito legal.
Dirigi pela primeira vez na vida, mas não foi um carro. Em Santorini, eu e meu namorado alugamos um quadriciclo e um dia fomos pra uma rua bem reta e vazia e eu dei algumas voltinhas de motorista.

Santorini, Grécia

Depois de conhecer vários mulçumanos de vários países diferentes, eu finalmente conheci um país mulçumano, fui em uma mesquita e usei “burca”. Na verdade não foi burca, mas tive que me cobrir inteira para entrar na mesquita. Apesar dos meus princípios irem contra a maioria dos princípios mulçumanos, eu gostei muito de poder conhecer um pouco mais de perto essa religião e cultura. O que fazer em Istambul.

Mesquita azul em Istambul, Turquia
Voei de balão, na Capadócia. Foi um dos meus maiores sonhos realizados! Veja o post aqui

Capadócia, Turquia
Fui em uma praia de nudismo e essa foi uma das experiências mais traumatizantes do ano! hahah Eu estava em Hvar, na Croácia e decidi ir para uma praia super famosa e que todo mundo estava indicando. Só que ninguém me contou que era de nudismo e depois de 20 minutos em um barco até chegar na praia, tive essa “bela” surpresa. Só pra vocês saberem, eu não tirei o biquíne. Na verdade, somente as pessoas com uns 50 anos para cima pareciam estar a vontade ali. Mas, a praia era maravilhosa <3

Jerolim Beach em Hvar, Croácia
Pisei em 3 países diferentes em 24 horas. Acordei na Croácia, passei a noite na República Tcheca e no outro dia cedinho estava na Alemanha. Fiz isso por que a passagem direto para a Alemanha estava bem mais cara e também por que queria muito conhecer a República Tcheca, mesmo que fosse somente por algumas horas.

Praga, República Tcheca

Viajei completamente sozinha pela primeira vez. Eu já tinha viajado de avião sozinha e já tinha feito um intercâmbio onde eu não conhecia ninguém até chegar lá. Mas, foi minha primeira vez  “turistando” sozinha. Clique aqui e veja o post “Mulheres que viajam sozinhas”

Passei algumas horas na África e na Ásia. Quando fui para a Europa no final do ano passado (e voltei em janeiro desse ano), fui pela companhia aérea Ethiopian Airlines e fiz uma conexão de 4 horas na Etiópia. Não saí do aeroporto, mas foi muito incrível ver as lojinhas vendendo roupas, doces e vários objetos africanos, comi comida africana no avião e vi aqueles africanos bem “esteriotipados” usando Kufi (aquele chapéu meio quadradinho). Enfim, mesmo sem conhecer de verdade nenhum país africano, nessa viagem eu pude conhecer um pouco da cultura deles. E quando fui para Istambul, passei umas 2 horas no lado asiático da cidade.

Essas foram as experiências mais marcantes que fiz durante minhas viagens em 2015. Foi muito legal relembrar tudo isso e espero que 2016 seja tão incrível e traga mais momentos legais para mim e para você que está lendo esse post 🙂 Feliz ano novo!

ORGANIZE SUA VIAGEM COM OS PARCEIROS DO BLOG

Encontre os melhores hotéis através do Booking.com 
Ganhe desconto na primeira reserva de apartamentos por temporada no Airbnb 
Contrate seu seguro com 15% de desconto na Mondial Assistance (código AFILI2016)
Compare os preços das melhores empresas de seguro viagem na Real Seguros

0
Débora Resende
Débora Resende

Débora, 22 anos, apaixonada por viagens e fotografia. Quanto mais eu viajo, mais eu quero viajar. Quanto mais eu conheço o mundo, mais eu me apaixono por ele…

1 Comment

  • É muito bom fazer um 'retrospectiva' do ano, né? E que ano! Gente, eu MORRO DE VONTADE de fazer o passeio de balão na Capadócia 🙂 que sonho!

    E ah, nessa foto em Praga você tá muito modelete 🙂

Leave a Comment